Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Zacarias se une a Siraque em Sto.André

Histórico opositor, o republicano arrematou 7.219 (79%) dos 9.121 votos obtidos pelo partido neste ano


Leandro Laranjeira
Do Diário do Grande ABC

12/10/2008 | 07:01




O PT arregimentou importante força para a seqüência do processo eleitoral em Santo André, no qual o candidato do partido, Vanderlei Siraque, enfrenta Aidan Ravin (PTB). Trata-se do PR, personificado pelo vereador Luiz Zacarias.

Histórico opositor ao projeto petista na cidade, o republicano arrematou 7.219 (79%) dos 9.121 votos obtidos pelo partido neste ano.

Apesar ter sido o mais votado na cidade - com apenas 276 votos a menos do que o prefeiturável Ricardo Alvarez (Psol) -, Zacarias não conseguiu a reeleição para o quinto mandato consecutivo na Câmara em função de a coligação a qual fez parte não ter atingido o quociente eleitoral.

O PR é a segunda legenda de oposição ao PT local a aderir à candidatura de Siraque no segundo turno. A outra foi o PPS. Coincidentemente, as duas siglas figuravam no arco de alianças formado em torno da candidatura de Raimundo Salles (DEM) no primeiro turno. O democrata acabou em terceiro no pleito.

No início da semana, Zacarias declarou, em entrevista ao Diário, que não pretendia deixar a política. Contabilista, o republicano já contava com a possibilidade de compor eventual administração petista, a qual passou quase duas décadas fazendo oposição. Na ocasião, citou que o acordo seria a saída para "dar seqüência ao trabalho desenvolvido ao longo de 16 anos de Legislativo".

Ontem à tarde, durante a formalização do acordo em seu escritório político, na Vila Palmares, Zacarias repetiu o discurso para ratificar a mudança de lado - a qual, acredita, não influenciará negativamente no seu eleitorado ou na amizade com a vereadora Dinah Zekcer (PTB), vice de Aidan.

Além do "amadurecimento pessoal", disse ter optado por Siraque em função do programa de governo do agora aliado. "O projeto do PT tem mais consistência. Estou satisfeito em fazer parte dessa família, sabendo que poderei continuar a ser útil à população."

A participação de Zacarias em eventual governo petista não está definida, embora Siraque garanta que o vereador e os partidos que integram a coligação terão espaço assegurado em sua possível administração. O situacionista destacou o trabalho regional desenvolvido por Zacarias, mas deixou em aberto a possibilidade de o parlamentar vir a encabeçar um dos 23 governos regionais que pretende criar.

ATAQUES
Siraque voltou a criticar Aidan Ravin. Desta vez, comparou o adversário ao ex-presidente da República Fernando Collor de Melo, que sofreu impeachment. "Já tivemos um no Brasil. Não podemos ter um Collor em Santo André também", ressaltou, logo após ter chamado o concorrente novamente de "vazio" e "mentiroso".

O petista minimizou o fato de contar com mais um ex-opositor na aliança. "Não se trata de quem está à esquerda, ao centro ou à direita, e sim de quem tem propostas concretas para a população. E sou o único. O projeto do outro candidato inexiste", disparou.

Siraque fez questão de apontar que PT e PR nem sempre estiveram separados em Santo André. "Há lutas em comum também, como quando evitamos a instalação da Febem na Sacadura Cabral."

Aidan não divulgou agenda. Em visita à região ontem, o governador José Serra (PSDB) afirmou desconhecer convite para ajudar na campanha do petebista, como o presidente estadual do PTB, Campos Machado, afirmou anteontem. "Não me foi colocado este convite. Vamos examinar."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Zacarias se une a Siraque em Sto.André

Histórico opositor, o republicano arrematou 7.219 (79%) dos 9.121 votos obtidos pelo partido neste ano

Leandro Laranjeira
Do Diário do Grande ABC

12/10/2008 | 07:01




O PT arregimentou importante força para a seqüência do processo eleitoral em Santo André, no qual o candidato do partido, Vanderlei Siraque, enfrenta Aidan Ravin (PTB). Trata-se do PR, personificado pelo vereador Luiz Zacarias.

Histórico opositor ao projeto petista na cidade, o republicano arrematou 7.219 (79%) dos 9.121 votos obtidos pelo partido neste ano.

Apesar ter sido o mais votado na cidade - com apenas 276 votos a menos do que o prefeiturável Ricardo Alvarez (Psol) -, Zacarias não conseguiu a reeleição para o quinto mandato consecutivo na Câmara em função de a coligação a qual fez parte não ter atingido o quociente eleitoral.

O PR é a segunda legenda de oposição ao PT local a aderir à candidatura de Siraque no segundo turno. A outra foi o PPS. Coincidentemente, as duas siglas figuravam no arco de alianças formado em torno da candidatura de Raimundo Salles (DEM) no primeiro turno. O democrata acabou em terceiro no pleito.

No início da semana, Zacarias declarou, em entrevista ao Diário, que não pretendia deixar a política. Contabilista, o republicano já contava com a possibilidade de compor eventual administração petista, a qual passou quase duas décadas fazendo oposição. Na ocasião, citou que o acordo seria a saída para "dar seqüência ao trabalho desenvolvido ao longo de 16 anos de Legislativo".

Ontem à tarde, durante a formalização do acordo em seu escritório político, na Vila Palmares, Zacarias repetiu o discurso para ratificar a mudança de lado - a qual, acredita, não influenciará negativamente no seu eleitorado ou na amizade com a vereadora Dinah Zekcer (PTB), vice de Aidan.

Além do "amadurecimento pessoal", disse ter optado por Siraque em função do programa de governo do agora aliado. "O projeto do PT tem mais consistência. Estou satisfeito em fazer parte dessa família, sabendo que poderei continuar a ser útil à população."

A participação de Zacarias em eventual governo petista não está definida, embora Siraque garanta que o vereador e os partidos que integram a coligação terão espaço assegurado em sua possível administração. O situacionista destacou o trabalho regional desenvolvido por Zacarias, mas deixou em aberto a possibilidade de o parlamentar vir a encabeçar um dos 23 governos regionais que pretende criar.

ATAQUES
Siraque voltou a criticar Aidan Ravin. Desta vez, comparou o adversário ao ex-presidente da República Fernando Collor de Melo, que sofreu impeachment. "Já tivemos um no Brasil. Não podemos ter um Collor em Santo André também", ressaltou, logo após ter chamado o concorrente novamente de "vazio" e "mentiroso".

O petista minimizou o fato de contar com mais um ex-opositor na aliança. "Não se trata de quem está à esquerda, ao centro ou à direita, e sim de quem tem propostas concretas para a população. E sou o único. O projeto do outro candidato inexiste", disparou.

Siraque fez questão de apontar que PT e PR nem sempre estiveram separados em Santo André. "Há lutas em comum também, como quando evitamos a instalação da Febem na Sacadura Cabral."

Aidan não divulgou agenda. Em visita à região ontem, o governador José Serra (PSDB) afirmou desconhecer convite para ajudar na campanha do petebista, como o presidente estadual do PTB, Campos Machado, afirmou anteontem. "Não me foi colocado este convite. Vamos examinar."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;