Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Mix à la Calmon


Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

17/09/2008 | 07:04


A novela Três Irmãs, estréia da última segunda-feira no horário das sete da Globo, prometia ser uma mistura de O Beijo do Vampiro com Corpo Dourado, Top Model, Vamp e tantos outros folhetins da grife Antonio Calmon. Pelo menos é o que o primeiro capítulo deu a entender.

Estão presentes o surfe, os dramas e curtições adolescentes e a vilania com um pé no escracho (quem não se lembra do Vlad de Ney Latorraca?) de todas essas outras tramas.

Diante da rotina a cumprir, o tal trio de protagonistas foi mal apresentado. As entradas de Cláudia Abreu, que faz a fútil porém divertida primogênita Dora, Giovanna Antonelli, a médica atrapalhada Alma, e Carolina Dieckmann, a professora Suzana, ficaram diluídas entre tantas subtramas.

Cláudia e Giovanna aparentam dar conta do recado, ao contrário de Carolina, que parece ter pego um papel bastante chatinho à primeira vista.

No primeiro capítulo, a irmã mais velha se mostra às turras com a sogra vilã, Violeta (Vera Holtz), enquanto as mais novas têm sonhos de casamento: a médica acha que será pedida pelo namorado (Eriberto Leão), enquanto a mais nova, adotada pela matriarca (Ana Rosa) quando bebê, aceita se casar com Alexandre (Dudu Azevedo), mais por gratidão por ele tê-la salvado em um acidente do que por amor.

Diante do entrosado trio de gaiatos atrapalhados de Luiz Gustavo, Otávio Augusto e Graziella Moretto e da sensível aparição de Cecília Dassi como uma adolescente grávida, realmente o draminha familiar não chamou muita atenção.

A novela também se enfraquece nos clichês. O que é o sotaque de Tato Gabus Mendes? E o jeitão surfista de Marcello Novaes?
Roberto Silva canta no ‘Ensaio'



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mix à la Calmon

Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

17/09/2008 | 07:04


A novela Três Irmãs, estréia da última segunda-feira no horário das sete da Globo, prometia ser uma mistura de O Beijo do Vampiro com Corpo Dourado, Top Model, Vamp e tantos outros folhetins da grife Antonio Calmon. Pelo menos é o que o primeiro capítulo deu a entender.

Estão presentes o surfe, os dramas e curtições adolescentes e a vilania com um pé no escracho (quem não se lembra do Vlad de Ney Latorraca?) de todas essas outras tramas.

Diante da rotina a cumprir, o tal trio de protagonistas foi mal apresentado. As entradas de Cláudia Abreu, que faz a fútil porém divertida primogênita Dora, Giovanna Antonelli, a médica atrapalhada Alma, e Carolina Dieckmann, a professora Suzana, ficaram diluídas entre tantas subtramas.

Cláudia e Giovanna aparentam dar conta do recado, ao contrário de Carolina, que parece ter pego um papel bastante chatinho à primeira vista.

No primeiro capítulo, a irmã mais velha se mostra às turras com a sogra vilã, Violeta (Vera Holtz), enquanto as mais novas têm sonhos de casamento: a médica acha que será pedida pelo namorado (Eriberto Leão), enquanto a mais nova, adotada pela matriarca (Ana Rosa) quando bebê, aceita se casar com Alexandre (Dudu Azevedo), mais por gratidão por ele tê-la salvado em um acidente do que por amor.

Diante do entrosado trio de gaiatos atrapalhados de Luiz Gustavo, Otávio Augusto e Graziella Moretto e da sensível aparição de Cecília Dassi como uma adolescente grávida, realmente o draminha familiar não chamou muita atenção.

A novela também se enfraquece nos clichês. O que é o sotaque de Tato Gabus Mendes? E o jeitão surfista de Marcello Novaes?
Roberto Silva canta no ‘Ensaio'

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;