Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Santo André renovará total de 23 quilômetros de tubulações

Orlando Filho/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Semasa abriu licitação para obras que têm como objetivo combater a perda de água


Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

19/08/2014 | 07:00


Com o objetivo de combater a perda de água em Santo André, causada, em grande parte das vezes, pela antiguidade da rede, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) abriu licitação para contratação de empresa que execute o remanejamento e substituição das tubulações em 23 quilômetros, incluindo as ligações domiciliares e interligações com redes existentes.

A companhia vencedora será divulgada no dia 16 de setembro. As obras estão previstas para começar em novembro e o prazo de conclusão é de um ano.

A autarquia escolheu os bairros Jardim Cristiane e Vila Helena para receberem os serviços, beneficiando 2.000 famílias. “Há outros bairros no município que precisam, mas, principalmente nesses, as redes são mais antigas, de ferro fundido, o que ocasiona problemas de perda e também coloração da água, devido à corrosão. Então, vamos agir inicialmente nesses dois locais. Há redes que têm 50 anos ou até mais”, explicou o diretor de Planejamento e Obras do Semasa, Roberto Silveira Junior.

As obras na região do Jardim Cristiane contemplarão também os jardins do Pilar, Cambuí, Oriental, Estela e Paraíso. Na Vila Helena, chegarão ainda às vilas Vitória e Junqueira.

“A empresa vai implantar rede nova, em diâmetro mais adequado e em material mais recente, que é o PVC, em substituição às redes já existentes, ou porque elas estão subdimensionadas ou porque apresentam índice grande de vazamento. Nas ruas onde acontecerão as intervenções, faremos as redes dos dois lados, para ter operação e manutenção adequadas.”

Os hidrômetros não serão trocados. “O Semasa já vem fazendo, desde o ano passado, trabalho de substituição de hidrômetros com mais de cinco anos de uso. Já trocamos 80 mil e têm mais 40 mil para trocar”, salientou.

Segundo o diretor, o volume de perda física de água no município atualmente é de cerca de 200 litros por ligação/dia, o que representa 26% do que sai dos reservatórios. Com a ação que está sendo licitada, o Semasa espera diminuir esse índice em 1% e, no prazo de nove anos, chegar a 20%. “Pode parecer pouco, mas 20% é próximo do que registram cidades norte-americanas e japonesas. Em termos de Brasil é um índice muito bom”, ressalta.

As intervenções custarão R$ 2,1 milhões, sendo R$ 1,1 milhão oriundo da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) e o restante equivalente à contrapartida do Semasa. O dinheiro será liberado conforme a execução da obra.

Autarquia quer remanejar mais 60 quilômetros de redes

O remanejamento da rede de água em Santo André é um processo contínuo, garante o diretor de Planejamento e Obras do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), Roberto Silveira Junior.

Segundo o técnico, há necessidade de troca em 60 quilômetros do município que depende, no entanto, de recursos externos para ser executada. “Há solicitação para financiamento por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Só estamos esperando análise de documentos”, destaca Silveira Junior.

A autarquia também tem projetos, se liberada verba do PAC, para remanejamento de adutora sobre o Rio Tamanduateí, na Avenida dos Estados, e de nova adutora de água no setor Erasmo Assunção para melhoria de abastecimento. “Tudo isso faz parte de um pacote em que atacamos os principais pontos, levando em consideração a antiguidade da rede, o que causa perdas e deficiência no abastecimento em alguns locais devido ao crescimento da cidade.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André renovará total de 23 quilômetros de tubulações

Semasa abriu licitação para obras que têm como objetivo combater a perda de água

Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

19/08/2014 | 07:00


Com o objetivo de combater a perda de água em Santo André, causada, em grande parte das vezes, pela antiguidade da rede, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) abriu licitação para contratação de empresa que execute o remanejamento e substituição das tubulações em 23 quilômetros, incluindo as ligações domiciliares e interligações com redes existentes.

A companhia vencedora será divulgada no dia 16 de setembro. As obras estão previstas para começar em novembro e o prazo de conclusão é de um ano.

A autarquia escolheu os bairros Jardim Cristiane e Vila Helena para receberem os serviços, beneficiando 2.000 famílias. “Há outros bairros no município que precisam, mas, principalmente nesses, as redes são mais antigas, de ferro fundido, o que ocasiona problemas de perda e também coloração da água, devido à corrosão. Então, vamos agir inicialmente nesses dois locais. Há redes que têm 50 anos ou até mais”, explicou o diretor de Planejamento e Obras do Semasa, Roberto Silveira Junior.

As obras na região do Jardim Cristiane contemplarão também os jardins do Pilar, Cambuí, Oriental, Estela e Paraíso. Na Vila Helena, chegarão ainda às vilas Vitória e Junqueira.

“A empresa vai implantar rede nova, em diâmetro mais adequado e em material mais recente, que é o PVC, em substituição às redes já existentes, ou porque elas estão subdimensionadas ou porque apresentam índice grande de vazamento. Nas ruas onde acontecerão as intervenções, faremos as redes dos dois lados, para ter operação e manutenção adequadas.”

Os hidrômetros não serão trocados. “O Semasa já vem fazendo, desde o ano passado, trabalho de substituição de hidrômetros com mais de cinco anos de uso. Já trocamos 80 mil e têm mais 40 mil para trocar”, salientou.

Segundo o diretor, o volume de perda física de água no município atualmente é de cerca de 200 litros por ligação/dia, o que representa 26% do que sai dos reservatórios. Com a ação que está sendo licitada, o Semasa espera diminuir esse índice em 1% e, no prazo de nove anos, chegar a 20%. “Pode parecer pouco, mas 20% é próximo do que registram cidades norte-americanas e japonesas. Em termos de Brasil é um índice muito bom”, ressalta.

As intervenções custarão R$ 2,1 milhões, sendo R$ 1,1 milhão oriundo da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) e o restante equivalente à contrapartida do Semasa. O dinheiro será liberado conforme a execução da obra.

Autarquia quer remanejar mais 60 quilômetros de redes

O remanejamento da rede de água em Santo André é um processo contínuo, garante o diretor de Planejamento e Obras do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), Roberto Silveira Junior.

Segundo o técnico, há necessidade de troca em 60 quilômetros do município que depende, no entanto, de recursos externos para ser executada. “Há solicitação para financiamento por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Só estamos esperando análise de documentos”, destaca Silveira Junior.

A autarquia também tem projetos, se liberada verba do PAC, para remanejamento de adutora sobre o Rio Tamanduateí, na Avenida dos Estados, e de nova adutora de água no setor Erasmo Assunção para melhoria de abastecimento. “Tudo isso faz parte de um pacote em que atacamos os principais pontos, levando em consideração a antiguidade da rede, o que causa perdas e deficiência no abastecimento em alguns locais devido ao crescimento da cidade.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;