Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Estado dá pontapé inicial para Metrô chegar à região

Andréa Iseki/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Edital será aprovado hoje por conselho gestor
de PPP para ser publicado até semana que vem


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

07/11/2013 | 07:00


O governo do Estado dará hoje o pontapé inicial para trazer o Metrô ao Grande ABC. O conselho gestor de PPP (Parceria Público-Privada) estadual se reúne hoje para aprovar a metodologia de edital da Linha 18-Bronze, na primeira etapa para construção da linha da região.

No dia 24, em entrevista exclusiva ao Diário, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) antecipou o cronograma para implementação da Linha 18-Bronze, que ligará São Bernardo com a Estação Tamanduateí, passando por Santo André e São Caetano. A projeção do governo do Estado é de que o vencedor seja conhecido até o fim do ano para que obras comecem já em 2014.

Após o conselho gestor ratificar o molde da PPP do Metrô para a região, o secretário estadual de Planejamento, Júlio Semeghini (PSDB), irá para Brasília no início da próxima semana para protocolar, junto à Caixa Econômica Federal e ao Ministério do Planejamento, o projeto da condução ao Grande ABC, já que o governo federal vai auxiliar financeiramente no empreendimento.

“É o primeiro passo para a ida do Metrô ao Grande ABC”, sentenciou Semeghini, integrante do conselho gestor de PPPs. Na reunião de hoje, outras três parcerias serão avaliadas pelo grupo, entre elas o plano de investimento na Rodovia dos Tamoios (que liga o Litoral Norte do Estado a São José dos Campos). O conselho abriga também os secretários Edson Giriboni (Recursos Hídricos), Rodrigo Garcia (Desenvolvimento Econômico), Saulo de Castro (Transportes), Andrea Sandro Calabi (Fazenda).

Depois do aval da Caixa Econômica Federal e do Ministério do Planejamento, o governo do Estado publicará o edital até o fim da próxima semana. Passada essa etapa, o Palácio dos Bandeirantes prevê 45 dias para anunciar a futura empreiteira responsável por levar o Metrô para fora da Capital pela primeira vez.

A Linha 18-Bronze seguirá o molde adotado na Linha 6-Laranja (Brasilândia-São Joaquim), no qual o consórcio vencedor ficará responsável pela obra viária de instalação e operação do transporte – no caso da Linha 6-Laranja, o grupo formado por Odebrecht, Queiroz Galvão, UTC Participações e Eco Realty Fundo de Investimentos manifestou interesse e, ontem, foi declarado vencedor, numa operação que movimentará R$ 9,6 bilhões.

O Estado se comprometeu, assim como ocorreu na Linha 6-Laranja, a arcar com custos de desapropriações ao longo do trajeto da Linha 18-Bronze. Levantamento feito pela gestão Alckmin prevê a desocupação de ao menos 54 áreas entre a Avenida Prestes Maia, no Centro de São Bernardo, onde começará a Linha 18-Bronze, à Estação Tamanduateí, na Zona Leste de São Paulo. O custo estimado é de R$ 200 milhões apenas para remoção.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estado dá pontapé inicial para Metrô chegar à região

Edital será aprovado hoje por conselho gestor
de PPP para ser publicado até semana que vem

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

07/11/2013 | 07:00


O governo do Estado dará hoje o pontapé inicial para trazer o Metrô ao Grande ABC. O conselho gestor de PPP (Parceria Público-Privada) estadual se reúne hoje para aprovar a metodologia de edital da Linha 18-Bronze, na primeira etapa para construção da linha da região.

No dia 24, em entrevista exclusiva ao Diário, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) antecipou o cronograma para implementação da Linha 18-Bronze, que ligará São Bernardo com a Estação Tamanduateí, passando por Santo André e São Caetano. A projeção do governo do Estado é de que o vencedor seja conhecido até o fim do ano para que obras comecem já em 2014.

Após o conselho gestor ratificar o molde da PPP do Metrô para a região, o secretário estadual de Planejamento, Júlio Semeghini (PSDB), irá para Brasília no início da próxima semana para protocolar, junto à Caixa Econômica Federal e ao Ministério do Planejamento, o projeto da condução ao Grande ABC, já que o governo federal vai auxiliar financeiramente no empreendimento.

“É o primeiro passo para a ida do Metrô ao Grande ABC”, sentenciou Semeghini, integrante do conselho gestor de PPPs. Na reunião de hoje, outras três parcerias serão avaliadas pelo grupo, entre elas o plano de investimento na Rodovia dos Tamoios (que liga o Litoral Norte do Estado a São José dos Campos). O conselho abriga também os secretários Edson Giriboni (Recursos Hídricos), Rodrigo Garcia (Desenvolvimento Econômico), Saulo de Castro (Transportes), Andrea Sandro Calabi (Fazenda).

Depois do aval da Caixa Econômica Federal e do Ministério do Planejamento, o governo do Estado publicará o edital até o fim da próxima semana. Passada essa etapa, o Palácio dos Bandeirantes prevê 45 dias para anunciar a futura empreiteira responsável por levar o Metrô para fora da Capital pela primeira vez.

A Linha 18-Bronze seguirá o molde adotado na Linha 6-Laranja (Brasilândia-São Joaquim), no qual o consórcio vencedor ficará responsável pela obra viária de instalação e operação do transporte – no caso da Linha 6-Laranja, o grupo formado por Odebrecht, Queiroz Galvão, UTC Participações e Eco Realty Fundo de Investimentos manifestou interesse e, ontem, foi declarado vencedor, numa operação que movimentará R$ 9,6 bilhões.

O Estado se comprometeu, assim como ocorreu na Linha 6-Laranja, a arcar com custos de desapropriações ao longo do trajeto da Linha 18-Bronze. Levantamento feito pela gestão Alckmin prevê a desocupação de ao menos 54 áreas entre a Avenida Prestes Maia, no Centro de São Bernardo, onde começará a Linha 18-Bronze, à Estação Tamanduateí, na Zona Leste de São Paulo. O custo estimado é de R$ 200 milhões apenas para remoção.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;