Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Cuidado, minha gente!

A maior e talvez única imagem excepcional que o Brasil tem no Exterior é o futebol


Especial para o Diário

19/08/2008 | 00:00


A maior e talvez única imagem excepcional que o Brasil tem no Exterior é o futebol. E, na seqüência, Pelé. Quem já viajou pelos cinco continentes sabe que, em qualquer lugar, por mais remoto que seja, quando se fala em Brasil, logo se associa o futebol e o nome do seu Rei.

Além da mágica mostrada por nossos astros nos últimos 50 anos, a popularidade do esporte ajudou a comprovar para o mundo que num lugar da América, que não é os Estados Unidos, existe um país onde se pratica com maestria o futebol.

Citamos os Estados Unidos porque aqui na China se prova outra vez que também nesta região quando se fala em América a única coisa que eles conhecem é a Terra do Tio Sam.

A Olimpíada tem sido palco de críticas contra o Brasil e, conseqüentemente, contra a imagem do futebol. E os responsáveis por isso são o técnico Dunga e alguns jogadores.

Dunga tem feito declarações desabonadoras e desnecessárias contra a China e os organizadores da Olimpíada. Pode até ter razão em algumas coisas, mas, pelo cargo que ocupa, não é politicamente correto falar o que pensa aos quatro cantos. Reclamar repetidas vezes que não estão oferecendo horários compatíveis para treinamentos e que a comida é muito ruim apenas provoca os atingidos e criam um clima antipático.

Jornais chineses estão criticando Dunga e alguns jogadores. A Seleção Brasileira já foi vaiada quando jogou com a China em Shenyang. E também no aeroporto de Pequim, quando chegou para enfrentar hoje a Argentina.

Alguns craques da seleção se transformam em pernas-de- pau nas relações públicas, quando hostilizam alguém que vai pedir-lhes um autógrafo ou uma fotografia. É pedantismo reclamar que a Vila Olímpica não oferece o mesmo conforto dos hotéis cinco estrelas onde a seleção está acostumada a se hospedar. Não basta ser ídolo. Precisa também se comportar como tal. Maradona que o diga.

Frases

"Agora meu noivo vai ter de casar comigo."
Fernanda Oliveira, cobrando o futuro marido, logo após ganhar medalha de bronze na vela.

"Os argentinos vão ver o que vai sobrar pra eles."
Diego, meia brasileiro, em tom desafiador, após provocação dos arqui-rivais.

"Os americanos são imbatíveis."
Romeu Tisomasecul, pivô grego, numa conclusão óbvia sobre o Dream Team

"Essa comida é uma merda."
Dunga, soltando o verbo, insatisfeito com a alimentação oferecida pelos chineses.

Consolação
Diego Hypólito foi o atleta mais desconsolado da ginástica artística, após falhar na apresentação no solo. Os concorrentes mais fracos e mesmo aqueles que também erraram não tiveram um comportamento tão desolador. Comentou-se, sem provas, que ele foi visto após as entrevistas, lendo a Bíblia na platéia do ginásio.

Maracanaço
É mais ou menos essa a sensação dos chineses com o fracasso de Yao Xiang na final dos 110 m com barreira. Maior ídolo do esporte chinês, ao lado de You Ming, do basquete, Xiang, machucado, não conseguiu a medalha numa prova em que era visto como favorito e que foi vencida pelo cubano José Contreras.

Mistério
Curiosa a história de Fabiana Murer. A organização não está ilesa. Mas 12 atletas disputavam a final do salto com vara. Não sumiu o sarrafo de outra. O que teria acontecido? No Estádio Nacional, bem de perto da atleta brasileira não gostei da sua aparência e reações. O tempo vai contar a verdade.

Isinbaeva
Não é possível deixar de ficar extasiado com a categoria de Elena Isinbaeva. Ela quebrou o próprio recorde mundial ao subir um centímetro a sua marca, saltando 5,05 m. Belíssima, simpática e inteligente, disse que adora o Brasil e Fabiana Murer chegará perto da sua marca.

Toque final
Carlos Arthur Nuzman terá de usar toda sua habilidade para diminuir a ira do ministro de Esporte, Orlando Silva. A saia- justa provocada por causa do símbolo do CBF nas camisas dos jogadores teria sido a razão de todo problema.

Assustado com uma possível sanção do COI na candidatura do Rio de Janeiro para 2016, no dia da abertura da Olimpíada, Nuzman, esbaforido, teria abordado o presidente Lula e pedido a sua interferência para resolver o problema. Disse quase em prantos para que ele ligasse para Ricardo Teixeira e intercedesse.

Orlando Silva teria ficado chateado pelo seu até então amigo Nuzman ter ido direto ao presidente e não ter falado com ele primeiro, sentindo-se passado por cima e desprestigiado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cuidado, minha gente!

A maior e talvez única imagem excepcional que o Brasil tem no Exterior é o futebol

Especial para o Diário

19/08/2008 | 00:00


A maior e talvez única imagem excepcional que o Brasil tem no Exterior é o futebol. E, na seqüência, Pelé. Quem já viajou pelos cinco continentes sabe que, em qualquer lugar, por mais remoto que seja, quando se fala em Brasil, logo se associa o futebol e o nome do seu Rei.

Além da mágica mostrada por nossos astros nos últimos 50 anos, a popularidade do esporte ajudou a comprovar para o mundo que num lugar da América, que não é os Estados Unidos, existe um país onde se pratica com maestria o futebol.

Citamos os Estados Unidos porque aqui na China se prova outra vez que também nesta região quando se fala em América a única coisa que eles conhecem é a Terra do Tio Sam.

A Olimpíada tem sido palco de críticas contra o Brasil e, conseqüentemente, contra a imagem do futebol. E os responsáveis por isso são o técnico Dunga e alguns jogadores.

Dunga tem feito declarações desabonadoras e desnecessárias contra a China e os organizadores da Olimpíada. Pode até ter razão em algumas coisas, mas, pelo cargo que ocupa, não é politicamente correto falar o que pensa aos quatro cantos. Reclamar repetidas vezes que não estão oferecendo horários compatíveis para treinamentos e que a comida é muito ruim apenas provoca os atingidos e criam um clima antipático.

Jornais chineses estão criticando Dunga e alguns jogadores. A Seleção Brasileira já foi vaiada quando jogou com a China em Shenyang. E também no aeroporto de Pequim, quando chegou para enfrentar hoje a Argentina.

Alguns craques da seleção se transformam em pernas-de- pau nas relações públicas, quando hostilizam alguém que vai pedir-lhes um autógrafo ou uma fotografia. É pedantismo reclamar que a Vila Olímpica não oferece o mesmo conforto dos hotéis cinco estrelas onde a seleção está acostumada a se hospedar. Não basta ser ídolo. Precisa também se comportar como tal. Maradona que o diga.

Frases

"Agora meu noivo vai ter de casar comigo."
Fernanda Oliveira, cobrando o futuro marido, logo após ganhar medalha de bronze na vela.

"Os argentinos vão ver o que vai sobrar pra eles."
Diego, meia brasileiro, em tom desafiador, após provocação dos arqui-rivais.

"Os americanos são imbatíveis."
Romeu Tisomasecul, pivô grego, numa conclusão óbvia sobre o Dream Team

"Essa comida é uma merda."
Dunga, soltando o verbo, insatisfeito com a alimentação oferecida pelos chineses.

Consolação
Diego Hypólito foi o atleta mais desconsolado da ginástica artística, após falhar na apresentação no solo. Os concorrentes mais fracos e mesmo aqueles que também erraram não tiveram um comportamento tão desolador. Comentou-se, sem provas, que ele foi visto após as entrevistas, lendo a Bíblia na platéia do ginásio.

Maracanaço
É mais ou menos essa a sensação dos chineses com o fracasso de Yao Xiang na final dos 110 m com barreira. Maior ídolo do esporte chinês, ao lado de You Ming, do basquete, Xiang, machucado, não conseguiu a medalha numa prova em que era visto como favorito e que foi vencida pelo cubano José Contreras.

Mistério
Curiosa a história de Fabiana Murer. A organização não está ilesa. Mas 12 atletas disputavam a final do salto com vara. Não sumiu o sarrafo de outra. O que teria acontecido? No Estádio Nacional, bem de perto da atleta brasileira não gostei da sua aparência e reações. O tempo vai contar a verdade.

Isinbaeva
Não é possível deixar de ficar extasiado com a categoria de Elena Isinbaeva. Ela quebrou o próprio recorde mundial ao subir um centímetro a sua marca, saltando 5,05 m. Belíssima, simpática e inteligente, disse que adora o Brasil e Fabiana Murer chegará perto da sua marca.

Toque final
Carlos Arthur Nuzman terá de usar toda sua habilidade para diminuir a ira do ministro de Esporte, Orlando Silva. A saia- justa provocada por causa do símbolo do CBF nas camisas dos jogadores teria sido a razão de todo problema.

Assustado com uma possível sanção do COI na candidatura do Rio de Janeiro para 2016, no dia da abertura da Olimpíada, Nuzman, esbaforido, teria abordado o presidente Lula e pedido a sua interferência para resolver o problema. Disse quase em prantos para que ele ligasse para Ricardo Teixeira e intercedesse.

Orlando Silva teria ficado chateado pelo seu até então amigo Nuzman ter ido direto ao presidente e não ter falado com ele primeiro, sentindo-se passado por cima e desprestigiado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;