Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Pela repescagem da Libertadores, Azulão enfrenta o Independiente


Analy Cristofani
Do Diário do Grande ABC

23/04/2004 | 00:40


O São Caetano vai jogar a partida da repescagem da Copa Libertadores no Anacleto Campanella, na próxima quarta-feira. Nesta quinta-feira, o Maracaibo venceu o Vélez Sarsfield na Venezuela por 4 a 2 e, com esse resultado, o Azulão se classificou em sétimo lugar, com direito a enfrentar o Independiente, que ficou em oitavo, em casa. Se passar, o adversário das oitavas-de-final será o América do México.

O time do Grande ABC chegou à repescagem depois de conseguir uma vitória diante do The Strongest, na altitude de La Paz, com um time misto, por 2 a 0.

Por ter um compromisso pela competição sul-americana, a partida do Campeonato Brasileiro de quarta-feira, contra o Juventude, que seria jogada em casa, teve de ser transferida. Mas a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda não definiu uma nova data.

Na Copa Sul-Americana, que será disputada no segundo semestre, o São Caetano tem pela frente, na primeira rodada, o Coritiba, em uma disputa entre dois times brasileiros. A Conmebol ainda não divulgou a tabela completa.

Com todos estes compromissos, o técnico Muricy Ramalho entende que o que o Azulão precisa mesmo é de cuidar da parte psicológica, já que tem pouco tempo para treinar. Domingo, encara o Guarani, em Campinas. Na quarta, joga a repescagem da Libertadores e, no domingo seguinte, vai a Volta Redonda para enfrentar o Flamengo.

"A pior coisa para um treinador e não preparar a sua equipe. Nosso time fisicamente é forte. Precisamos é conversar sobre o emocional. É difícil falar em esquecer a maratona porque o jogador não é uma máquina. A gente só está descansando", explica o treinador do Azulão.

Muricy faz questão de dizer que, apesar de o time do Grande ABC já ter saído na frente e conquistado seus primeiros três pontos no Campeonato Brasileiro, a competição nacional pode ser considerada uma "pedreira". "Os dois times que chegaram na frente no ano passado (Cruzeiro, campeão, e Santos, vice) tinham os melhores elencos. As equipes aprenderam e este ano contrataram mais".

O título do Campeonato Paulista, segundo o técnico do São Caetano, não deixa o time como favorito e muito menos em uma situação confortável. "Não estamos acomodados, mas sim confiantes. E trabalhamos duro".

Nesta sexta-feira pela manhã o Azulão faz o último treino antes de viajar para Campinas. Mas Muricy parece ter encontrado a equipe base e não deve haver nenhuma surpresa no jogo contra o Guarani.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pela repescagem da Libertadores, Azulão enfrenta o Independiente

Analy Cristofani
Do Diário do Grande ABC

23/04/2004 | 00:40


O São Caetano vai jogar a partida da repescagem da Copa Libertadores no Anacleto Campanella, na próxima quarta-feira. Nesta quinta-feira, o Maracaibo venceu o Vélez Sarsfield na Venezuela por 4 a 2 e, com esse resultado, o Azulão se classificou em sétimo lugar, com direito a enfrentar o Independiente, que ficou em oitavo, em casa. Se passar, o adversário das oitavas-de-final será o América do México.

O time do Grande ABC chegou à repescagem depois de conseguir uma vitória diante do The Strongest, na altitude de La Paz, com um time misto, por 2 a 0.

Por ter um compromisso pela competição sul-americana, a partida do Campeonato Brasileiro de quarta-feira, contra o Juventude, que seria jogada em casa, teve de ser transferida. Mas a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda não definiu uma nova data.

Na Copa Sul-Americana, que será disputada no segundo semestre, o São Caetano tem pela frente, na primeira rodada, o Coritiba, em uma disputa entre dois times brasileiros. A Conmebol ainda não divulgou a tabela completa.

Com todos estes compromissos, o técnico Muricy Ramalho entende que o que o Azulão precisa mesmo é de cuidar da parte psicológica, já que tem pouco tempo para treinar. Domingo, encara o Guarani, em Campinas. Na quarta, joga a repescagem da Libertadores e, no domingo seguinte, vai a Volta Redonda para enfrentar o Flamengo.

"A pior coisa para um treinador e não preparar a sua equipe. Nosso time fisicamente é forte. Precisamos é conversar sobre o emocional. É difícil falar em esquecer a maratona porque o jogador não é uma máquina. A gente só está descansando", explica o treinador do Azulão.

Muricy faz questão de dizer que, apesar de o time do Grande ABC já ter saído na frente e conquistado seus primeiros três pontos no Campeonato Brasileiro, a competição nacional pode ser considerada uma "pedreira". "Os dois times que chegaram na frente no ano passado (Cruzeiro, campeão, e Santos, vice) tinham os melhores elencos. As equipes aprenderam e este ano contrataram mais".

O título do Campeonato Paulista, segundo o técnico do São Caetano, não deixa o time como favorito e muito menos em uma situação confortável. "Não estamos acomodados, mas sim confiantes. E trabalhamos duro".

Nesta sexta-feira pela manhã o Azulão faz o último treino antes de viajar para Campinas. Mas Muricy parece ter encontrado a equipe base e não deve haver nenhuma surpresa no jogo contra o Guarani.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;