Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Aliado de Clóvis Volpi constrói Emei em Mauá

Oposição suspeita que obra é objeto de troca a apoio a Oswaldo


Mark Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

14/11/2011 | 07:05


A Prefeitura de Mauá constrói, em parceria com o Fundeb, Escola Municipal de Educação Infantil na Vila Assis. A obra, orçada em R$ 2,5 milhões e prevista para ser concluída em agosto, é executada pela Obra Nobre, construtora do presidente do PV de Ribeirão Pires, José Valentim Seraphim, quadro com extrema ligação com o prefeito da cidade vizinha, Clóvis Volpi (PV).

O fato chama a atenção da oposição porque Volpi é quem dita o rumo da sigla em Mauá - chegou a buscar respaldo jurídico para concorrer ao Executivo. O verde tem mantido encontros secretos com o prefeito Oswaldo Dias (PT) para tratar da eleição de 2012.

Nos bastidores, há corrente que aponta que o PV entrará na disputa exclusivamente para tirar votos da deputada estadual Vanessa Damo (PMDB), tida como a principal adversária do petista. Nesta linha, o vereador Manoel Lopes (DEM) suspeita que a obra seria um mimo ao grupo de Volpi em troca do compromisso de o PV servir à estratégia eleitoral do PT em Mauá.

"Não posso afirmar que é, mas onde há fumaça, há fogo", afirma o democrata, recorrendo a dito popular. "O que quero levantar é: por que o Seraphim ganha licitação em Mauá logo agora (com a proximidade da eleição)? É meu papel de legislador, preciso saber". No dia 3, a Câmara aprovou requerimento em que Manoel lista vários questionamentos ao governo mauaense - o documento ainda não foi respondido pelo Paço.

O processo licitatório 1351/2010 foi aberto em novembro do ano passado. Segundo a Prefeitura, a Obra Nobre derrotou outras quatro empresas pleiteantes por ter apresentado a melhor proposta. O comunicado ainda ressalta que foi solicitado à vencedora que entregue a Emei em tempo hábil para sua utilização no próximo ano letivo, antecipando o prazo inicial de 18 meses - a construção foi iniciada em 7 de fevereiro.

 

OUTRO LADO

José Valentim Seraphim nega que tenha havido interferência política na concorrência. "O que o Manoel Lopes diz não tem coerência. É questão puramente empresarial. Não tenho amizade com o prefeito (Oswaldo Dias) nem com nenhum vereador de Mauá."

O empresário-político se defende das suspeitas exaltando a folha de serviços prestados pela Obra Nobre. "A empresa tem 15 anos de atuação no ramo privado, construindo residências e indústrias. No ano passado, decidimos participar de licitações", ressalta, rebatendo indagação do vereador sobre a companhia erguer a Emei em período pré-eleitoral.

A Prefeitura de Mauá não é única do Grande ABC a contratar os serviços da Obra Nobre. A empresa ganhou licitações em Santo André, para reformar os cemitérios do Curuçá e da Vila Assunção e efetuar reparos em praças. Outra prefeitura em que atua é a de Sorocaba. "Temos know-how", conclui Seraphim.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aliado de Clóvis Volpi constrói Emei em Mauá

Oposição suspeita que obra é objeto de troca a apoio a Oswaldo

Mark Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

14/11/2011 | 07:05


A Prefeitura de Mauá constrói, em parceria com o Fundeb, Escola Municipal de Educação Infantil na Vila Assis. A obra, orçada em R$ 2,5 milhões e prevista para ser concluída em agosto, é executada pela Obra Nobre, construtora do presidente do PV de Ribeirão Pires, José Valentim Seraphim, quadro com extrema ligação com o prefeito da cidade vizinha, Clóvis Volpi (PV).

O fato chama a atenção da oposição porque Volpi é quem dita o rumo da sigla em Mauá - chegou a buscar respaldo jurídico para concorrer ao Executivo. O verde tem mantido encontros secretos com o prefeito Oswaldo Dias (PT) para tratar da eleição de 2012.

Nos bastidores, há corrente que aponta que o PV entrará na disputa exclusivamente para tirar votos da deputada estadual Vanessa Damo (PMDB), tida como a principal adversária do petista. Nesta linha, o vereador Manoel Lopes (DEM) suspeita que a obra seria um mimo ao grupo de Volpi em troca do compromisso de o PV servir à estratégia eleitoral do PT em Mauá.

"Não posso afirmar que é, mas onde há fumaça, há fogo", afirma o democrata, recorrendo a dito popular. "O que quero levantar é: por que o Seraphim ganha licitação em Mauá logo agora (com a proximidade da eleição)? É meu papel de legislador, preciso saber". No dia 3, a Câmara aprovou requerimento em que Manoel lista vários questionamentos ao governo mauaense - o documento ainda não foi respondido pelo Paço.

O processo licitatório 1351/2010 foi aberto em novembro do ano passado. Segundo a Prefeitura, a Obra Nobre derrotou outras quatro empresas pleiteantes por ter apresentado a melhor proposta. O comunicado ainda ressalta que foi solicitado à vencedora que entregue a Emei em tempo hábil para sua utilização no próximo ano letivo, antecipando o prazo inicial de 18 meses - a construção foi iniciada em 7 de fevereiro.

 

OUTRO LADO

José Valentim Seraphim nega que tenha havido interferência política na concorrência. "O que o Manoel Lopes diz não tem coerência. É questão puramente empresarial. Não tenho amizade com o prefeito (Oswaldo Dias) nem com nenhum vereador de Mauá."

O empresário-político se defende das suspeitas exaltando a folha de serviços prestados pela Obra Nobre. "A empresa tem 15 anos de atuação no ramo privado, construindo residências e indústrias. No ano passado, decidimos participar de licitações", ressalta, rebatendo indagação do vereador sobre a companhia erguer a Emei em período pré-eleitoral.

A Prefeitura de Mauá não é única do Grande ABC a contratar os serviços da Obra Nobre. A empresa ganhou licitações em Santo André, para reformar os cemitérios do Curuçá e da Vila Assunção e efetuar reparos em praças. Outra prefeitura em que atua é a de Sorocaba. "Temos know-how", conclui Seraphim.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;