Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Arte em manifestação

Parada em São Caetano reúne artistas da Fundação das
Artes e do projeto Viva Arte Viva e população nesta terça


Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

14/11/2011 | 07:00


Parte de São Caetano para amanhã em celebração à sua cultura com a 2ª Parada Artística, que reúne grupos da Fundação das Artes e do projeto Viva Arte Viva em manifestação que percorrerá trecho de cerca de uma hora com ‘alas culturais' que integram artistas e público.

A concentração ocorre às 13h na Fundação (Rua Visconde de Inhaúma, 730), com apresentações musicais. Em seguida, por volta das 14h, todos partem com destino ao Parque Chico Mendes (Avenida Fernando Simonsen, 566), em percurso com cerca de um quilômetro. Lá, estarão à espera os músicos do Funk Como Le Gusta, preparados para agitar a todos a partir das 15h.

Caso chova, a Parada será adiada e o show principal transferido para o Teatro Paulo Machado de Carvalho (Alameda Conde de Porto Alegre, 840).

Fanfarras, bloco de maracatu e alas temáticas, como a das baianas e a do monstro do armário - na qual todos podem pôr pra fora suas neuras e medos - são o recheio da massa. Artistas da Escola Brincante, projeto de pesquisa da cultura popular, também percorrerão o circuito.

"Mais do que diversão, a proposta do projeto é mostrar a todos que a cidade tem uma classe artística local que está disponível, ativa e trabalhando. É o dia em que todos os cidadãos podem se apropriar da cultura de São Caetano e em que os artistas tomam conta da cidade", conta George Vilches, um dos coordenadores da Parada e professor do Viva Arte Viva.

"Tem muita gente que acaba seguindo o cortejo sem saber ao certo o que é. Quando chegamos ao Chico Mendes, acabamos pegando o público do parque de surpresa. O resultado é extremamente positivo, uma tarde de interação, brincadeira e cultura", completa Vilches.
"Por mais que divulguemos o que acontece na cidade, muita gente ainda acha que são poucos os eventos culturais, reclamam que não existe nada. A Parada é a oportunidade de mostrar que é ao contrário. Chamar atenção para o que ocorre na cidade. As fanfarras são do projeto Viva Arte Viva (de oficinas artísticas abertas à população). Você vê diferentes turmas criando vínculo em prol da arte", acrescenta Marcela Sampaio, também coordenadora da Parada e professora do Viva Arte Viva.

A parte teatral do projeto segue no cortejo, alguns vestidos a caráter, como é o caso dos alunos do Núcleo da Terceira Idade, que esse ano serão as baianas da Parada.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Arte em manifestação

Parada em São Caetano reúne artistas da Fundação das
Artes e do projeto Viva Arte Viva e população nesta terça

Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

14/11/2011 | 07:00


Parte de São Caetano para amanhã em celebração à sua cultura com a 2ª Parada Artística, que reúne grupos da Fundação das Artes e do projeto Viva Arte Viva em manifestação que percorrerá trecho de cerca de uma hora com ‘alas culturais' que integram artistas e público.

A concentração ocorre às 13h na Fundação (Rua Visconde de Inhaúma, 730), com apresentações musicais. Em seguida, por volta das 14h, todos partem com destino ao Parque Chico Mendes (Avenida Fernando Simonsen, 566), em percurso com cerca de um quilômetro. Lá, estarão à espera os músicos do Funk Como Le Gusta, preparados para agitar a todos a partir das 15h.

Caso chova, a Parada será adiada e o show principal transferido para o Teatro Paulo Machado de Carvalho (Alameda Conde de Porto Alegre, 840).

Fanfarras, bloco de maracatu e alas temáticas, como a das baianas e a do monstro do armário - na qual todos podem pôr pra fora suas neuras e medos - são o recheio da massa. Artistas da Escola Brincante, projeto de pesquisa da cultura popular, também percorrerão o circuito.

"Mais do que diversão, a proposta do projeto é mostrar a todos que a cidade tem uma classe artística local que está disponível, ativa e trabalhando. É o dia em que todos os cidadãos podem se apropriar da cultura de São Caetano e em que os artistas tomam conta da cidade", conta George Vilches, um dos coordenadores da Parada e professor do Viva Arte Viva.

"Tem muita gente que acaba seguindo o cortejo sem saber ao certo o que é. Quando chegamos ao Chico Mendes, acabamos pegando o público do parque de surpresa. O resultado é extremamente positivo, uma tarde de interação, brincadeira e cultura", completa Vilches.
"Por mais que divulguemos o que acontece na cidade, muita gente ainda acha que são poucos os eventos culturais, reclamam que não existe nada. A Parada é a oportunidade de mostrar que é ao contrário. Chamar atenção para o que ocorre na cidade. As fanfarras são do projeto Viva Arte Viva (de oficinas artísticas abertas à população). Você vê diferentes turmas criando vínculo em prol da arte", acrescenta Marcela Sampaio, também coordenadora da Parada e professora do Viva Arte Viva.

A parte teatral do projeto segue no cortejo, alguns vestidos a caráter, como é o caso dos alunos do Núcleo da Terceira Idade, que esse ano serão as baianas da Parada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;