Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Europa quer exportar modelo universitário para a AL


Do Diário do Grande ABC

03/11/2000 | 11:42


A Uniao Européia, que mal conseguiu estabelecer regras harmônicas para o próprio sistema universitário, quer exportar seu modelo de ensino superior para a América Latina com o objetivo de evitar o "excesso" de influência dos Estados Unidos nesta área.

Quarenta ministros ligados ao ensino superior na Europa, América Latina e Caribe estao reunidos desde quinta-feira em Paris para propor bases de um espaço europeu-latino-americano na Educaçao.

França e Brasil coordenam o encontro, que termina nesta sexta, já que o primeiro preside a Uniao Européia até dezembro e o segundo, representado pelo ministro da Educaçao Paulo Renato de Souza, o Mercosul desde agosto.

Estao sendo discutidas formas para aumentar o intercâmbio entre os estudantes, pesquisadores e professores das duas regioes, a fim de criar um novo espaço de ensino, a Uniao Européia-americana Latina-Caribenha (UEALC) e refletir sobre a "norte-americanizaçao" da educaçao.

A França, que recebeu 5.182 estudantes latino-americanos durante o ano escolar 1999-2000, dos quais apenas 4% estao inscritos nas universidades francesas, acredita que estes números nao sao suficientes, segundo o Ministério da Educaçao francês.

Outra prioridade do projeto educacional europeu para América Latina é o lançamento de cursos superiores de formaçao técnica, baseados no modelo francês. Este deve privilegiar a formaçao de engenheiros e projetos de capacitaçao profissional para responder às necessidades da indústria (as montadoras de automóveis Renault e PSA estao bem instaladas no Brasil).

Bernard Fontaine, antigo diretor financeiro da Renault no Brasil e atual conselheiro técnico de relaçoes internacionais do gabinete do ministro francês da Educaçao,Jack Lang, ficará responsável pelo encaminhamento do dossiê sobre o projeto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Europa quer exportar modelo universitário para a AL

Do Diário do Grande ABC

03/11/2000 | 11:42


A Uniao Européia, que mal conseguiu estabelecer regras harmônicas para o próprio sistema universitário, quer exportar seu modelo de ensino superior para a América Latina com o objetivo de evitar o "excesso" de influência dos Estados Unidos nesta área.

Quarenta ministros ligados ao ensino superior na Europa, América Latina e Caribe estao reunidos desde quinta-feira em Paris para propor bases de um espaço europeu-latino-americano na Educaçao.

França e Brasil coordenam o encontro, que termina nesta sexta, já que o primeiro preside a Uniao Européia até dezembro e o segundo, representado pelo ministro da Educaçao Paulo Renato de Souza, o Mercosul desde agosto.

Estao sendo discutidas formas para aumentar o intercâmbio entre os estudantes, pesquisadores e professores das duas regioes, a fim de criar um novo espaço de ensino, a Uniao Européia-americana Latina-Caribenha (UEALC) e refletir sobre a "norte-americanizaçao" da educaçao.

A França, que recebeu 5.182 estudantes latino-americanos durante o ano escolar 1999-2000, dos quais apenas 4% estao inscritos nas universidades francesas, acredita que estes números nao sao suficientes, segundo o Ministério da Educaçao francês.

Outra prioridade do projeto educacional europeu para América Latina é o lançamento de cursos superiores de formaçao técnica, baseados no modelo francês. Este deve privilegiar a formaçao de engenheiros e projetos de capacitaçao profissional para responder às necessidades da indústria (as montadoras de automóveis Renault e PSA estao bem instaladas no Brasil).

Bernard Fontaine, antigo diretor financeiro da Renault no Brasil e atual conselheiro técnico de relaçoes internacionais do gabinete do ministro francês da Educaçao,Jack Lang, ficará responsável pelo encaminhamento do dossiê sobre o projeto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;