Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Quadro clínico do prefeito Luiz Tortorello se mantém


Do Diário do Grande ABC

27/11/2004 | 13:36


O quadro crítico da saúde do prefeito Luiz Tortorello, 67 anos, ficou estabilizado nesta sexta. Uma fonte da família do prefeito afirmou a amigos mais próximos que a situação de Tortorello é expressivamente complicada porque os médicos não teriam observado qualquer reação ao tratamento a que ele está sendo submetido. Isso significa que a resistência física do prefeito não consegue mover-se positivamente. Especialistas clínicos consideram a estabilidade crítica situação pouco confortável porque organismo incapaz de restabelecer energia mediante terapêutica radical ao qual se submete, como é o caso de Tortorello, teria dificuldades adicionais de recuperação.

O prefeito que dirige São Caetano em terceiro mandato está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde terça-feira da semana passada. O Diário está atento à cobertura do estado de saúde de Tortorello porque considera indispensável posicionar-se com absoluta segurança informativa em meio a um verdadeiro tiroteio de versões. Há quem já tenha transformado Luiz Tortorello em vítima fatal do câncer que atingiu vários pontos do estômago. E também quem, como o vereador Jorge Salgado, que, na tentativa de colocar uma cortina de dissimulação entre realidade e desejo, tenha dito que serviu o prefeito de caldo de mocotó e água de coco nesta quinta.

Embora fontes familiares de Luiz Tortorello afirmem a amigos mais próximos que é irreversível o quadro clínico, oficialmente ninguém assume a informação. Os médicos do Albert Einstein teriam pretendido estabelecer contato com a imprensa por meio da divulgação de boletins diários, mas familiares do prefeito não autorizam a medida comum quando envolvem celebridades. O bloqueio à informação destrói todas as tentativas de dissimulação. A realidade clínica de Luiz Tortorello é dramaticamente crítica.

Mesmo assim, o prefeito eleito José Auricchio Júnior evita qualquer análise sobre o quadro político-institucional em São Caetano mediante a suposta ausência de Luiz Tortorello. Para Auricchio, não há condições emocionais e éticas a qualquer iniciativa de composição do próximo governo enquanto Tortorello for oficialmente prefeito e conviver com os transtornos de saúde. Ele torce para a recomposição de Tortorello e o restabelecimento do circuito de articulações para a formação do primeiro escalão do Palácio Cerâmica. Auricchio nega-se a comentar qualquer aspecto da internação do prefeito.

O diretor de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de São Caetano, João da Costa Faria, disse que o prefeito deve ter alta até segunda-feira. Ele afirmou que nesta sexta que o prefeito quis saber informações sobre o funcionamento da Prefeitura e teria até mesmo tomado decisões administrativas no quarto da unidade médica.

O vereador Jorge Salgado (PTB) declarou que voltou a visitar o prefeito Luiz Tortorello, nesta sexta, no Albert Einstein. Segundo ele, o prefeito fez novos exames na manhã desta sexta e passa bem. “A hepatite C está controlada e os exames são satisfatórios. Ele está melhorando”, disse Salgado.

A reportagem do Diário esteve nesta sexta na Prefeitura de São Caetano e solicitou entrevista com o vice-prefeito Silvio Torres. A Diretoria de Comunicação informou que ele não faria comentários sobre o estado de saúde de Tortorello por questões éticas. Torres é médico.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Quadro clínico do prefeito Luiz Tortorello se mantém

Do Diário do Grande ABC

27/11/2004 | 13:36


O quadro crítico da saúde do prefeito Luiz Tortorello, 67 anos, ficou estabilizado nesta sexta. Uma fonte da família do prefeito afirmou a amigos mais próximos que a situação de Tortorello é expressivamente complicada porque os médicos não teriam observado qualquer reação ao tratamento a que ele está sendo submetido. Isso significa que a resistência física do prefeito não consegue mover-se positivamente. Especialistas clínicos consideram a estabilidade crítica situação pouco confortável porque organismo incapaz de restabelecer energia mediante terapêutica radical ao qual se submete, como é o caso de Tortorello, teria dificuldades adicionais de recuperação.

O prefeito que dirige São Caetano em terceiro mandato está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde terça-feira da semana passada. O Diário está atento à cobertura do estado de saúde de Tortorello porque considera indispensável posicionar-se com absoluta segurança informativa em meio a um verdadeiro tiroteio de versões. Há quem já tenha transformado Luiz Tortorello em vítima fatal do câncer que atingiu vários pontos do estômago. E também quem, como o vereador Jorge Salgado, que, na tentativa de colocar uma cortina de dissimulação entre realidade e desejo, tenha dito que serviu o prefeito de caldo de mocotó e água de coco nesta quinta.

Embora fontes familiares de Luiz Tortorello afirmem a amigos mais próximos que é irreversível o quadro clínico, oficialmente ninguém assume a informação. Os médicos do Albert Einstein teriam pretendido estabelecer contato com a imprensa por meio da divulgação de boletins diários, mas familiares do prefeito não autorizam a medida comum quando envolvem celebridades. O bloqueio à informação destrói todas as tentativas de dissimulação. A realidade clínica de Luiz Tortorello é dramaticamente crítica.

Mesmo assim, o prefeito eleito José Auricchio Júnior evita qualquer análise sobre o quadro político-institucional em São Caetano mediante a suposta ausência de Luiz Tortorello. Para Auricchio, não há condições emocionais e éticas a qualquer iniciativa de composição do próximo governo enquanto Tortorello for oficialmente prefeito e conviver com os transtornos de saúde. Ele torce para a recomposição de Tortorello e o restabelecimento do circuito de articulações para a formação do primeiro escalão do Palácio Cerâmica. Auricchio nega-se a comentar qualquer aspecto da internação do prefeito.

O diretor de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de São Caetano, João da Costa Faria, disse que o prefeito deve ter alta até segunda-feira. Ele afirmou que nesta sexta que o prefeito quis saber informações sobre o funcionamento da Prefeitura e teria até mesmo tomado decisões administrativas no quarto da unidade médica.

O vereador Jorge Salgado (PTB) declarou que voltou a visitar o prefeito Luiz Tortorello, nesta sexta, no Albert Einstein. Segundo ele, o prefeito fez novos exames na manhã desta sexta e passa bem. “A hepatite C está controlada e os exames são satisfatórios. Ele está melhorando”, disse Salgado.

A reportagem do Diário esteve nesta sexta na Prefeitura de São Caetano e solicitou entrevista com o vice-prefeito Silvio Torres. A Diretoria de Comunicação informou que ele não faria comentários sobre o estado de saúde de Tortorello por questões éticas. Torres é médico.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;