Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara de Mauá discute concurso público na sexta


Matheus Adami
Do Diário do Grande ABC

07/03/2010 | 07:01


Para tentar sair da inércia e tirar do planejamento o concurso público no Legislativo, a Mesa Diretora da Câmara de Mauá vai se reunir na sexta-feira para discutir a viabilidade das provas.

Inicialmente, o objetivo dos testes é contratar 25 pessoas, isto é, dobrar o número de servidores de carreira. Agrava a situação do quadro funcional da Casa o fato de que dois funcionários irão se aposentar ainda neste ano.

O presidente da Câmara, Rogério Santana (PT), já declarou que a Casa de Leis está ‘com a corda no pescoço' e que, para resolver essa situação, as provas devem ocorrer ainda em 2010, no primeiro semestre.

Se ocorrer, as vagas vêm depois de planejamento de mais de dois anos. Já se falava da necessidade de suprir vagas de funcionários e reduzir o número de trabalhadores comissionados na Casa - por consequência, elevando-se o número de concursados - na gestão de Alberto Betão Pereira Justino (PSB) na presidência da Câmara. O socialista chegou a cogitar provas para o começo de 2008. O concurso não chegou a sair do papel.

Assim como hoje, a ideia de Betão era dobrar o número de funcionários de carreira no Legislativo de Mauá.

A proposta de Betão, planejada em setembro de 2007, atendia a uma solicitação do MP (Ministério Público) para reduzir o nepotismo na Casa. Uma das medidas do acordo entre Câmara e MP era o concurso para diminuir o número de comissionados e o limite de apenas um parente por gabinete.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara de Mauá discute concurso público na sexta

Matheus Adami
Do Diário do Grande ABC

07/03/2010 | 07:01


Para tentar sair da inércia e tirar do planejamento o concurso público no Legislativo, a Mesa Diretora da Câmara de Mauá vai se reunir na sexta-feira para discutir a viabilidade das provas.

Inicialmente, o objetivo dos testes é contratar 25 pessoas, isto é, dobrar o número de servidores de carreira. Agrava a situação do quadro funcional da Casa o fato de que dois funcionários irão se aposentar ainda neste ano.

O presidente da Câmara, Rogério Santana (PT), já declarou que a Casa de Leis está ‘com a corda no pescoço' e que, para resolver essa situação, as provas devem ocorrer ainda em 2010, no primeiro semestre.

Se ocorrer, as vagas vêm depois de planejamento de mais de dois anos. Já se falava da necessidade de suprir vagas de funcionários e reduzir o número de trabalhadores comissionados na Casa - por consequência, elevando-se o número de concursados - na gestão de Alberto Betão Pereira Justino (PSB) na presidência da Câmara. O socialista chegou a cogitar provas para o começo de 2008. O concurso não chegou a sair do papel.

Assim como hoje, a ideia de Betão era dobrar o número de funcionários de carreira no Legislativo de Mauá.

A proposta de Betão, planejada em setembro de 2007, atendia a uma solicitação do MP (Ministério Público) para reduzir o nepotismo na Casa. Uma das medidas do acordo entre Câmara e MP era o concurso para diminuir o número de comissionados e o limite de apenas um parente por gabinete.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;