Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Isaquias Queiroz aumenta história e entra para rol seleto de atletas

Canoísta levou bronze na C1 200 m e é o quinto a ter duas medalhas nos mesmos Jogos


Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

19/08/2016 | 07:00


Isaquias Queiroz aumentou sua história e entrou para seleto rol de atletas do Brasil. Depois da prata na categoria C1 1.000 m, primeira medalha da canoagem brasileira, ontem pela manhã ele conquistou o bronze na C1 200 m de forma heroica e se tornou um dos cinco brasileiros a levarem duas medalhas em mesma edição de Olimpíada, ao lado dos atiradores Guilherme Paraense e Afrânio da Costa (Antuérpia-1920) e dos nadadores Gustavo Borges (Atlanta-1996) e César Cielo (Pequim-2008).

E o bronze veio de forma heroica, por 21 centésimos de segundo e alguns centímetros de sua canoa que lhe deram o terceiro lugar.

Após largada ruim, Isaquias foi se recuperando na prova, mas, perto da linha de chegada, estava muito atrás dos adversários. Em um movimento desesperado, chutou seu barco para frente e bateu o espanhol Alfonso Lopez de Ayala ao fazer 39s628, contra 39s649 do europeu.

“Os caras foram muito melhores, e quando cheguei tive de jogar o barco. Acabei conseguindo a medalha nos últimos centímetros da prova”, afirmou ele, que vibrou bastante após ver seu nome em terceiro.

Às 9h21 de hoje, o baiano volta à Lagoa Rodrigo de Freitas ao lado de Erlon Silva na C2 1.000 m, na qual conquistou o Mundial de 2015, para tentar vaga na final de amanhã e tentar se tornar o único brasileiro a ter três medalhas em mesma edição de Jogos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Isaquias Queiroz aumenta história e entra para rol seleto de atletas

Canoísta levou bronze na C1 200 m e é o quinto a ter duas medalhas nos mesmos Jogos

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

19/08/2016 | 07:00


Isaquias Queiroz aumentou sua história e entrou para seleto rol de atletas do Brasil. Depois da prata na categoria C1 1.000 m, primeira medalha da canoagem brasileira, ontem pela manhã ele conquistou o bronze na C1 200 m de forma heroica e se tornou um dos cinco brasileiros a levarem duas medalhas em mesma edição de Olimpíada, ao lado dos atiradores Guilherme Paraense e Afrânio da Costa (Antuérpia-1920) e dos nadadores Gustavo Borges (Atlanta-1996) e César Cielo (Pequim-2008).

E o bronze veio de forma heroica, por 21 centésimos de segundo e alguns centímetros de sua canoa que lhe deram o terceiro lugar.

Após largada ruim, Isaquias foi se recuperando na prova, mas, perto da linha de chegada, estava muito atrás dos adversários. Em um movimento desesperado, chutou seu barco para frente e bateu o espanhol Alfonso Lopez de Ayala ao fazer 39s628, contra 39s649 do europeu.

“Os caras foram muito melhores, e quando cheguei tive de jogar o barco. Acabei conseguindo a medalha nos últimos centímetros da prova”, afirmou ele, que vibrou bastante após ver seu nome em terceiro.

Às 9h21 de hoje, o baiano volta à Lagoa Rodrigo de Freitas ao lado de Erlon Silva na C2 1.000 m, na qual conquistou o Mundial de 2015, para tentar vaga na final de amanhã e tentar se tornar o único brasileiro a ter três medalhas em mesma edição de Jogos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;