Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Fim do imposto sindical deve ser excluído de relatório na CAS



13/11/2007 | 09:30


Depois de duas horas de reunião, a portas fechadas, com representantes das principais centrais sindicais do País, o senador Paulo Paim (PT-RS) sinalizou que deverá acatar o reivindicação dos sindicalistas e restringir seu relatório na cas (Comissão de Assuntos Socais) à legalização das entidades sindicais.

Ele deixará de fora duas emendas polêmicas aprovadas na Câmara: a que prevê o fim do imposto sindical e que a determina que o TCU (Tribunal de Contas da União) fiscalize as centrais.

“Vou conversar com os outros dois relatores (senadores Francisco Dornelles e Lúcia Vânia) e ver se eles concordam em contemplar o relatório sem o fim do imposto e com a fiscalização do TCU. Vou levar o apelo dos sindicalistas para os relatores”, afirmou Paim referindo-se à Lúcia Vânia, relatora da proposta na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), e a Francisco Dornelles (PP-RJ), relator na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos).

Segundo Paim, o relatório que trata das centrais sindicais poderá ser votado entre hoje e amanhã nas três comissões do Senado. O mais importante, segundo o parlamentar, é que a proposta seja colocada em votação no Plenário do Senado entre os dias 27 e 28 deste mês.

Paim disse que deverá acatar o pleito dos sindicalistas porque se sensibilizou com a proposta alternativa apresentada por eles: a que prevê a apresentação de um estudo, em 90 dias, sobre todas as formas de contribuição sindical.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fim do imposto sindical deve ser excluído de relatório na CAS


13/11/2007 | 09:30


Depois de duas horas de reunião, a portas fechadas, com representantes das principais centrais sindicais do País, o senador Paulo Paim (PT-RS) sinalizou que deverá acatar o reivindicação dos sindicalistas e restringir seu relatório na cas (Comissão de Assuntos Socais) à legalização das entidades sindicais.

Ele deixará de fora duas emendas polêmicas aprovadas na Câmara: a que prevê o fim do imposto sindical e que a determina que o TCU (Tribunal de Contas da União) fiscalize as centrais.

“Vou conversar com os outros dois relatores (senadores Francisco Dornelles e Lúcia Vânia) e ver se eles concordam em contemplar o relatório sem o fim do imposto e com a fiscalização do TCU. Vou levar o apelo dos sindicalistas para os relatores”, afirmou Paim referindo-se à Lúcia Vânia, relatora da proposta na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), e a Francisco Dornelles (PP-RJ), relator na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos).

Segundo Paim, o relatório que trata das centrais sindicais poderá ser votado entre hoje e amanhã nas três comissões do Senado. O mais importante, segundo o parlamentar, é que a proposta seja colocada em votação no Plenário do Senado entre os dias 27 e 28 deste mês.

Paim disse que deverá acatar o pleito dos sindicalistas porque se sensibilizou com a proposta alternativa apresentada por eles: a que prevê a apresentação de um estudo, em 90 dias, sobre todas as formas de contribuição sindical.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;