Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Metalúrgico ganha e sonha em quitar dívida


Adriana Mompean
Do Diário do Grande ABC

28/08/2005 | 08:38


O metalúrgico aposentado Belisário Urbano, de Ribeirão Pires, ganhou no último dia 19 ação judicial em primeira instância contra o Banco Bradesco, referente às perdas da caderneta de poupança no Plano Verão. A decisão foi da 1ª Vara Cível de Ribeirão Pires.

Urbano decidiu entrar com a ação judicial para reaver as perdas da caderneta de poupança após ler uma reportagem do jornal da Associação dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas do Grande ABC que informava sobre os processos de correção do Plano Verão na Justiça. "Resolvi entrar com a ação judicial, pois é um dinheiro que tenho direito de receber", afirma.

\r\n

Em 27 de julho, os advogados de Urbano tentaram um acordo \r\ncom o banco em um audiência de conciliação, mas sem sucesso. A instituição \r\nfinanceira tem direito de recorrer da ação judicial. De acordo com \r\nespecialistas, muitas instituições financeiras costumam arrastar este tipo de \r\nprocesso até o STJ.

\r\n

 

\r\n

 

\r\n

Micros investem em suco de polpa

\r\n

Clarissa Cavalcanti<br>Do Diário do Grande \r\nABC

\r\n

Microempresas criadas como alternativa ao desemprego, \r\nalgumas das quais em operação na casa dos proprietários, são responsáveis pela \r\nprodução de suco de polpa congelado ou pronto no Grande ABC. A região tem pelo \r\nmenos sete fabricantes, segundo levantamento feito nas prefeituras da região, \r\nSebrae (Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa) e os próprios \r\nempreendedores. A maioria das fábricas executa planos de expansão. Os \r\nempresários investem em máquinas para acompanhar o crescimento do \r\nsetor.

\r\n

A Zeni Polpa de Frutas, microempresa de Mauá, entrou no \r\nmercado há dez anos e capitaliza os ganhos. A pequena fábrica é administrada \r\npelo ex-metalúrgico Carlito Cardoso dos Santos e a família, que aos poucos \r\nfizeram o negócio crescer. Ele conta que fabricava cerca de 50 quilos de polpa \r\nde fruta por dia e hoje a produção já passa de 300 quilos, com pico de 450 \r\nquilos no verão. O faturamento cresce cerca de 15% ao ano com as vendas de mais \r\nde 30 sabores de polpa, que custam, em média, R$ 3,50 o quilo.

\r\n

Os bons resultados são decorrência do investimento em \r\nnovos equipamentos. Santos comprou há dois meses, por R$ 11 mil, uma câmara fria \r\n(para armazenar a polpa congelada) com capacidade para estocar 700 quilos de \r\nsuco. No ano passado, o empresário adquiriu, por R$ 12 mil, uma embaladeira \r\n(máquina que ensaca o produto e imprime a data de validade) para agilizar o \r\nserviço, que era feito manualmente.",1]);//-->

Se recebesse hoje o dinheiro, Belisário Urbano afirma que liquidaria dívidas de cartão de crédito. "Estou optando pelo pagamento mínimo quando recebo a fatura do cartão e desta maneira acabo pagando juros. Se o dinheiro saísse agora, seria em boa hora", afirma o aposentado.

Em 27 de julho, os advogados de Urbano tentaram um acordo com o banco em um audiência de conciliação, mas sem sucesso. A instituição financeira tem direito de recorrer da ação judicial. De acordo com especialistas, muitas instituições financeiras costumam arrastar este tipo de processo até o STJ.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Metalúrgico ganha e sonha em quitar dívida

Adriana Mompean
Do Diário do Grande ABC

28/08/2005 | 08:38


O metalúrgico aposentado Belisário Urbano, de Ribeirão Pires, ganhou no último dia 19 ação judicial em primeira instância contra o Banco Bradesco, referente às perdas da caderneta de poupança no Plano Verão. A decisão foi da 1ª Vara Cível de Ribeirão Pires.

Urbano decidiu entrar com a ação judicial para reaver as perdas da caderneta de poupança após ler uma reportagem do jornal da Associação dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas do Grande ABC que informava sobre os processos de correção do Plano Verão na Justiça. "Resolvi entrar com a ação judicial, pois é um dinheiro que tenho direito de receber", afirma.

\r\n

Em 27 de julho, os advogados de Urbano tentaram um acordo \r\ncom o banco em um audiência de conciliação, mas sem sucesso. A instituição \r\nfinanceira tem direito de recorrer da ação judicial. De acordo com \r\nespecialistas, muitas instituições financeiras costumam arrastar este tipo de \r\nprocesso até o STJ.

\r\n

 

\r\n

 

\r\n

Micros investem em suco de polpa

\r\n

Clarissa Cavalcanti<br>Do Diário do Grande \r\nABC

\r\n

Microempresas criadas como alternativa ao desemprego, \r\nalgumas das quais em operação na casa dos proprietários, são responsáveis pela \r\nprodução de suco de polpa congelado ou pronto no Grande ABC. A região tem pelo \r\nmenos sete fabricantes, segundo levantamento feito nas prefeituras da região, \r\nSebrae (Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa) e os próprios \r\nempreendedores. A maioria das fábricas executa planos de expansão. Os \r\nempresários investem em máquinas para acompanhar o crescimento do \r\nsetor.

\r\n

A Zeni Polpa de Frutas, microempresa de Mauá, entrou no \r\nmercado há dez anos e capitaliza os ganhos. A pequena fábrica é administrada \r\npelo ex-metalúrgico Carlito Cardoso dos Santos e a família, que aos poucos \r\nfizeram o negócio crescer. Ele conta que fabricava cerca de 50 quilos de polpa \r\nde fruta por dia e hoje a produção já passa de 300 quilos, com pico de 450 \r\nquilos no verão. O faturamento cresce cerca de 15% ao ano com as vendas de mais \r\nde 30 sabores de polpa, que custam, em média, R$ 3,50 o quilo.

\r\n

Os bons resultados são decorrência do investimento em \r\nnovos equipamentos. Santos comprou há dois meses, por R$ 11 mil, uma câmara fria \r\n(para armazenar a polpa congelada) com capacidade para estocar 700 quilos de \r\nsuco. No ano passado, o empresário adquiriu, por R$ 12 mil, uma embaladeira \r\n(máquina que ensaca o produto e imprime a data de validade) para agilizar o \r\nserviço, que era feito manualmente.",1]);//-->

Se recebesse hoje o dinheiro, Belisário Urbano afirma que liquidaria dívidas de cartão de crédito. "Estou optando pelo pagamento mínimo quando recebo a fatura do cartão e desta maneira acabo pagando juros. Se o dinheiro saísse agora, seria em boa hora", afirma o aposentado.

Em 27 de julho, os advogados de Urbano tentaram um acordo com o banco em um audiência de conciliação, mas sem sucesso. A instituição financeira tem direito de recorrer da ação judicial. De acordo com especialistas, muitas instituições financeiras costumam arrastar este tipo de processo até o STJ.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;