Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Disputa pelo comando do Legislativo gera divergência


Júnior Carvalho
Especial para o Diário

05/11/2014 | 07:00


Sem consenso sobre quem será o candidato indicado pelo governo para disputar a presidência da Câmara de São Caetano para o próximo biênio (2015-2016), o prefeito Paulo Pinheiro (PMDB) ainda não bateu o martelo no nome que deverá bancar no páreo.

A pouco mais de um mês para a eleição da próxima mesa diretora, o Paço ainda busca alternativa para agradar a todos os governistas. Apesar de contar com apoio de 14 dos 19 parlamentares da Casa, Pinheiro terá de lidar com o descontentamento de alguns aliados, que bancaram a reeleição – a pedido do prefeito – de Sidnei Bezerra da Silva, o Sidão da Padaria (PSB), em 2013.
A atuação do socialista teria desagradado parte da bancada governista, que, por diversas vezes, se queixou da falta de diálogo com o presidente.

Na tentativa de acalmar a base aliada, a possível candidatura do vereador Chico Bento (PP) seria a saída, já que o parlamentar é alheio a polêmicas e poderia agradar tanto governistas quanto oposicionistas. Porém, a falta de experiência do progressista no comando do Legislativo deixaria os parlamentares ressabiados.

Outros nomes que figuram extraoficialmente na disputa são Paulo Bottura (Pros), o atual líder do governo, Jorge Salgado (Pros), Eder Xavier (PCdoB) e Pio Mielo (PT).

Parlamentares com longa trajetória na Casa garantem que o nome será definido “em cima da hora”. “Sempre foi assim”, confidenciou um governista. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Disputa pelo comando do Legislativo gera divergência

Júnior Carvalho
Especial para o Diário

05/11/2014 | 07:00


Sem consenso sobre quem será o candidato indicado pelo governo para disputar a presidência da Câmara de São Caetano para o próximo biênio (2015-2016), o prefeito Paulo Pinheiro (PMDB) ainda não bateu o martelo no nome que deverá bancar no páreo.

A pouco mais de um mês para a eleição da próxima mesa diretora, o Paço ainda busca alternativa para agradar a todos os governistas. Apesar de contar com apoio de 14 dos 19 parlamentares da Casa, Pinheiro terá de lidar com o descontentamento de alguns aliados, que bancaram a reeleição – a pedido do prefeito – de Sidnei Bezerra da Silva, o Sidão da Padaria (PSB), em 2013.
A atuação do socialista teria desagradado parte da bancada governista, que, por diversas vezes, se queixou da falta de diálogo com o presidente.

Na tentativa de acalmar a base aliada, a possível candidatura do vereador Chico Bento (PP) seria a saída, já que o parlamentar é alheio a polêmicas e poderia agradar tanto governistas quanto oposicionistas. Porém, a falta de experiência do progressista no comando do Legislativo deixaria os parlamentares ressabiados.

Outros nomes que figuram extraoficialmente na disputa são Paulo Bottura (Pros), o atual líder do governo, Jorge Salgado (Pros), Eder Xavier (PCdoB) e Pio Mielo (PT).

Parlamentares com longa trajetória na Casa garantem que o nome será definido “em cima da hora”. “Sempre foi assim”, confidenciou um governista. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;