Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 2 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo vai refrescar bairros quentes


Renan Fonseca
Do Diario do Grande ABC

29/11/2010 | 07:04


Às 9h de quinta-feira, grupo de pessoas salta do ônibus em um ponto no Riacho Grande, em São Bernardo. O céu está nublado e uma manta fina de neblina passa por algumas ruas do bairro. Os passageiros saem apressados do veículo, arrumando golas e enrolando cachecóis em volta do pescoço. Um rapaz veste uma blusa tirada da mochila e logo em seguida esfrega as mãos para afugentar o frio. Nove horas e 35 minutos, Rudge Ramos: passageiros desembarcam de ônibus na Avenida Doutor Rudge Ramos com a mesma pressa do grupo em Riacho Grande. De short e com pasta debaixo do braço, um homem de cabelos grisalhos tira um lenço do bolso e limpa o suor da testa.

As cenas ilustram a diferença de temperatura em bairros na cidade. Para ter saber exatamente quantos graus são registrados em cada setor, a Secretaria Municipal de Gestão Ambiental abrirá, em dezembro, licitação para contratar empresa especializada em mapeamento geotérmico. A tecnologia vai permitir fotografar a cidade e detectar a temperatura de todos os bairros.

À primeira vista, pode parecer simples previsão climática. Mas os dados vão permitir a implantação de ações ambientais para reduzir o calor, como aumentar áreas verdes, preservar nascentes e córregos e mudar a educação ambiental da população.

"Como o mapeamento do microclima, vamos conseguir direcionar políticas ambientais adequadas para cada bairro", explicou o secretário Gilson Marson.

Construção de praças e arborização estão no topo da lista de ações que a Pasta pode aplicar a partir do mapa geotérmico. "Alguns locais são mais quentes que outros por conta da emissão de gases poluidores, aglomeração de residências e falta de áreas verdes. Cada microrregião tem sua peculiaridade", disse Marson.

Entre os bairros mais quentes, que se enquadram na definição do secretário, estão o Parque São Bernardo, São Pedro, Real, Paulicéia, Taboão e Rudge Ramos.

Nos primeiros meses do programa, batizado de Ilhas Verdes, a Secretaria vai entrar em contato com indústrias e comércios para aderirem à iniciativa, trocando a pintura do telhado atual. "O telhado na cor verde pode ajudar o proceso de redução do calor. Mas isso será conversado com calma com todos os setores", acrescentou Marson.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL - Junto com as ações para melhorar a temperatura, Marson informou que noções de educação ambiental serão repassadas à população. Os moradores podem plantar mudas de trepadeiras nos muros, que contribuem para a mudança climática. "O importante entendam a importância de contribuir com o meio ambiente."

Marson citou pesquisa recente apontando que moradores da Capital se importam cada vez mais com o meio ambiente. "Com o Ilhas Verdes e outras ações que estamos fazendo, acredito que logo em breve esssa mudança no pensamento aconteça aqui na cidade".

Mudança de temperatura é sentida em rota para Centro

O professor Everaldo dos Santos, 40 anos, leciona no Rudge Ramos e sente a diferença de temperatura quando vai ao Centro. "Quando saio do ônibus já percebo que o ar é mais frio."

Pelos relatos de pessoas que cruzam o município constantemente, quanto mais perto da Serra do Mar, maior é a sensação de frio. "No Rudge dá para andar de short, dependendo do dia. Mas se tiver de ir para o Riacho Grande, é melhor levar agasalho", aconselha Antônio Cortez, 71.

Robson Dias, 26, mora na Zona Sul da Capital e trabalha em uma empresa no Riach o Grande. Dentro da mochila não falta blusa. Mesmo no ônibus consegue perceber a mudança do clima. "Quando estou na Anchieta, na altura do km 22, visto a blusa. Ali já começa a ficar friozinho." Ele diz que às vezes, quando sai de casa, está suado e com muito calor. "Aqui é diferente. O frio fica mais forte à noite." RF



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;