Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ex-conselheiro de Clinton é investigado por ocultar documentos


Da AFP

20/07/2004 | 12:40


O jornal USA Today informou, nesta terça-feira, que o conselheiro para a Segurança Nacional do ex-presidente Bill Clinton, Samuel Berger, está sendo investigado pela justiça por ter retirado documentos confidenciais sobre terrorismo, de sua própria autoria, dos Arquivos Nacionais.

Segundo fontes oficiais, Berger teria sido descoberto ocultando documentos em sua roupa, antes de prestar depoimento, em 24 de março passado, ante a comissão que investiga os atentados de 11 de setembro.

O ex-conselheiro de Clinton negou a intenção de ocultar documentos que poderiam interessar à comissão. "Ao contrário, todos os documentos da administração Clinton reclamados pela comissão foram entregues", afirmou.

Ele admitiu, no entanto, que acidentalmente pode ter ficado com alguns papéis.

"Quando fui informado que faltavam documentos, imediatamente entreguei todos os que estavam comigo, com exceção de alguns que aparentemente havia retirado", declarou. O jornal indica que os Arquivos Nacionais tinham cópias de alguns dos documentos que faltavam.

Em sua qualidade de alto funcionário, Berger estava autorizado a consultar esses documentos e fazer notas sobre seu conteúdo, mas não retirá-los.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ex-conselheiro de Clinton é investigado por ocultar documentos

Da AFP

20/07/2004 | 12:40


O jornal USA Today informou, nesta terça-feira, que o conselheiro para a Segurança Nacional do ex-presidente Bill Clinton, Samuel Berger, está sendo investigado pela justiça por ter retirado documentos confidenciais sobre terrorismo, de sua própria autoria, dos Arquivos Nacionais.

Segundo fontes oficiais, Berger teria sido descoberto ocultando documentos em sua roupa, antes de prestar depoimento, em 24 de março passado, ante a comissão que investiga os atentados de 11 de setembro.

O ex-conselheiro de Clinton negou a intenção de ocultar documentos que poderiam interessar à comissão. "Ao contrário, todos os documentos da administração Clinton reclamados pela comissão foram entregues", afirmou.

Ele admitiu, no entanto, que acidentalmente pode ter ficado com alguns papéis.

"Quando fui informado que faltavam documentos, imediatamente entreguei todos os que estavam comigo, com exceção de alguns que aparentemente havia retirado", declarou. O jornal indica que os Arquivos Nacionais tinham cópias de alguns dos documentos que faltavam.

Em sua qualidade de alto funcionário, Berger estava autorizado a consultar esses documentos e fazer notas sobre seu conteúdo, mas não retirá-los.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;