Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Manifestação violenta tumultua embaixada de Cuba em Paris


Da AFP

24/04/2003 | 08:42


Uma manifestação em frente à embaixada de Cuba em Paris terminou nesta quinta-feira em confrontos entre seus funcionários e cerca de 30 manifestantes dos Repórteres Sem Fronteiras (RFS). O secretário-geral da entidade, Robert Menard, foi atingido na cabeça, mas sem gravidade. A manifestação foi convocada para protestar contra a prisão de 26 jornalistas em Cuba.

Os manifestantes foram esta manhã à embaixada e puseram correntes na grade na entrada, gritando "Cuba sim, Fidel não", mostrando cartazes que dizim "Cuba = prisão". Os funcionários da embaixada então arrebentaram as correntes e se lançaram sobre os manifestantes gritando "Fidel Sim".

Entre os protestantes contra o regime de Fidel estavam os escritores cubanos Zoé Valdés e Eduardo Manet, o cineasta Romain Goupil e o filósofo Pascal Bruckner, ambos franceses. Quando a Polícia chegou à embaixada, na rua Presles do bairro XV de Paris, os manifestantes e funcionários se afastaram para calçadas diferentes.

Os confrontos cessaram e os empregados começaram a dançar ao som da música cubana. Robert Menard, secretário-geral da RSF, disse que está "escandalizado com esta violência". "Realizamos dezenas de atos, mas é a primeira vez que encontramos um bando deste tipo, o que mostra que este regime é violento; mas isso não ficará assim", conclui Menard.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Manifestação violenta tumultua embaixada de Cuba em Paris

Da AFP

24/04/2003 | 08:42


Uma manifestação em frente à embaixada de Cuba em Paris terminou nesta quinta-feira em confrontos entre seus funcionários e cerca de 30 manifestantes dos Repórteres Sem Fronteiras (RFS). O secretário-geral da entidade, Robert Menard, foi atingido na cabeça, mas sem gravidade. A manifestação foi convocada para protestar contra a prisão de 26 jornalistas em Cuba.

Os manifestantes foram esta manhã à embaixada e puseram correntes na grade na entrada, gritando "Cuba sim, Fidel não", mostrando cartazes que dizim "Cuba = prisão". Os funcionários da embaixada então arrebentaram as correntes e se lançaram sobre os manifestantes gritando "Fidel Sim".

Entre os protestantes contra o regime de Fidel estavam os escritores cubanos Zoé Valdés e Eduardo Manet, o cineasta Romain Goupil e o filósofo Pascal Bruckner, ambos franceses. Quando a Polícia chegou à embaixada, na rua Presles do bairro XV de Paris, os manifestantes e funcionários se afastaram para calçadas diferentes.

Os confrontos cessaram e os empregados começaram a dançar ao som da música cubana. Robert Menard, secretário-geral da RSF, disse que está "escandalizado com esta violência". "Realizamos dezenas de atos, mas é a primeira vez que encontramos um bando deste tipo, o que mostra que este regime é violento; mas isso não ficará assim", conclui Menard.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;