Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Argentina anuncia mais medidas para assistência a empresas e trabalhadores



20/04/2020 | 06:58


O governo da Argentina anunciou no domingo uma série de medidas para assistência a empregadores e trabalhadores das pequenas e médias empresas, bem como para autônomos, segundo a agência oficial Télam. O pacote inclui ainda o pagamento de uma complementação no salário dos trabalhadores do setor privado.

O presidente Alberto Fernández decidiu que entre as medidas adotadas por causa da pandemia de coronavírus está o adiamento ou a redução em até 95% do pagamento das contribuições patronais para o Sistema Integrado Previdenciário Argentino. Além disso, definiu que os trabalhadores do setor privado receberão um abono equivalente a 50% do salário líquido correspondente ao mês de fevereiro deste ano, "não podendo ser inferior a uma soma equivalente a um salário mínimo" e "nem superar dois salários mínimos", diz a normativa.

Outra medida será a concessão de crédito a taxa zero para pessoas que aderem ao Regime Simplificado para Pequenos Contribuintes e para trabalhadores autônomos. O decreto diz ainda que as medidas podem ser estendidas até 30 de junho se necessário, segundo a agência oficial de notícias.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Argentina anuncia mais medidas para assistência a empresas e trabalhadores


20/04/2020 | 06:58


O governo da Argentina anunciou no domingo uma série de medidas para assistência a empregadores e trabalhadores das pequenas e médias empresas, bem como para autônomos, segundo a agência oficial Télam. O pacote inclui ainda o pagamento de uma complementação no salário dos trabalhadores do setor privado.

O presidente Alberto Fernández decidiu que entre as medidas adotadas por causa da pandemia de coronavírus está o adiamento ou a redução em até 95% do pagamento das contribuições patronais para o Sistema Integrado Previdenciário Argentino. Além disso, definiu que os trabalhadores do setor privado receberão um abono equivalente a 50% do salário líquido correspondente ao mês de fevereiro deste ano, "não podendo ser inferior a uma soma equivalente a um salário mínimo" e "nem superar dois salários mínimos", diz a normativa.

Outra medida será a concessão de crédito a taxa zero para pessoas que aderem ao Regime Simplificado para Pequenos Contribuintes e para trabalhadores autônomos. O decreto diz ainda que as medidas podem ser estendidas até 30 de junho se necessário, segundo a agência oficial de notícias.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;