Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Mundo tem mais de dois milhões de infectados com coronavírus

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Estados Unidos,com 609.516 casos confirmados e 24.429 mortes, seguido pela Espanha, com 177.060 casos



15/04/2020 | 11:52


Mais de 2 milhões de pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus em todo o mundo e 128.071 morreram, segundo atualização do levantamento da Universidade Johns Hopkins, em Maryland, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira (15) Consta no site da instituição que foram registrados 2.000.984 casos confirmados da covid-19.

No entanto, esse número apenas revela uma parte do total de contágios, uma vez que as políticas de detecção variam entre os países, alguns contando apenas os pacientes que precisam ser hospitalizados.

Os países mais afetados pela covid-19 segundo a Johns Hopkins são os Estados Unidos, com 609.516 casos confirmados e 24.429 mortes, seguido pela Espanha, com 177.060 casos confirmados e 18.579 mortes, e Itália, com 162.516 casos confirmados e 21.067 mortes.

França (131.875 casos confirmados e 15.729 mortes), Alemanha (132.072 casos confirmados e 3.502 mortes) e Reino Unido (94.570 casos confirmados e 12.107 mortes) vem em seguida.

Nas últimas 24 horas, o maior número de mortes causadas em decorrência do novo coronavírus ocorreu nos EUA, com 2.228 novas mortes; Reino Unido, com 717; seguido da França, com 574.

A primeira morte por covid-19 nos Estados Unidos ocorreu no final de fevereiro. Desde então, esta cifra aumentou e os contágios superaram os 600 mil, com 43.482 pessoas recuperadas. Já no âmbito global, o estudo da instituição americana informa que, até o momento, 488.655 pessoas se recuperaram da covid-19.

A Coreia do Sul, vista como exemplo no combate ao coronavírus, relatou nesta Segunda-feira (13) que ao menos 116 pessoas inicialmente recuperadas voltaram a se infectar. O país só comunicou 25 casos novos, mas o aumento de pacientes "reativados" foi interpretado como motivo de preocupação.

Autoridades ainda estão investigando a causa das recaídas aparentes, mas Jeong Eun-kyeong, diretor dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia (KCDC), disse que o vírus pode ter sido reativado, ao invés de os pacientes terem sido reinfectados.

A China, onde a epidemia surgiu no final de dezembro de 2019, tem até o momento um total de 82.160 pessoas contagiadas, das quais 3.341 morreram e 77.663 se curaram totalmente. Nas últimas 24 horas, foram registrados 108 novos casos e 2 mortes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mundo tem mais de dois milhões de infectados com coronavírus

Estados Unidos,com 609.516 casos confirmados e 24.429 mortes, seguido pela Espanha, com 177.060 casos


15/04/2020 | 11:52


Mais de 2 milhões de pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus em todo o mundo e 128.071 morreram, segundo atualização do levantamento da Universidade Johns Hopkins, em Maryland, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira (15) Consta no site da instituição que foram registrados 2.000.984 casos confirmados da covid-19.

No entanto, esse número apenas revela uma parte do total de contágios, uma vez que as políticas de detecção variam entre os países, alguns contando apenas os pacientes que precisam ser hospitalizados.

Os países mais afetados pela covid-19 segundo a Johns Hopkins são os Estados Unidos, com 609.516 casos confirmados e 24.429 mortes, seguido pela Espanha, com 177.060 casos confirmados e 18.579 mortes, e Itália, com 162.516 casos confirmados e 21.067 mortes.

França (131.875 casos confirmados e 15.729 mortes), Alemanha (132.072 casos confirmados e 3.502 mortes) e Reino Unido (94.570 casos confirmados e 12.107 mortes) vem em seguida.

Nas últimas 24 horas, o maior número de mortes causadas em decorrência do novo coronavírus ocorreu nos EUA, com 2.228 novas mortes; Reino Unido, com 717; seguido da França, com 574.

A primeira morte por covid-19 nos Estados Unidos ocorreu no final de fevereiro. Desde então, esta cifra aumentou e os contágios superaram os 600 mil, com 43.482 pessoas recuperadas. Já no âmbito global, o estudo da instituição americana informa que, até o momento, 488.655 pessoas se recuperaram da covid-19.

A Coreia do Sul, vista como exemplo no combate ao coronavírus, relatou nesta Segunda-feira (13) que ao menos 116 pessoas inicialmente recuperadas voltaram a se infectar. O país só comunicou 25 casos novos, mas o aumento de pacientes "reativados" foi interpretado como motivo de preocupação.

Autoridades ainda estão investigando a causa das recaídas aparentes, mas Jeong Eun-kyeong, diretor dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia (KCDC), disse que o vírus pode ter sido reativado, ao invés de os pacientes terem sido reinfectados.

A China, onde a epidemia surgiu no final de dezembro de 2019, tem até o momento um total de 82.160 pessoas contagiadas, das quais 3.341 morreram e 77.663 se curaram totalmente. Nas últimas 24 horas, foram registrados 108 novos casos e 2 mortes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;