Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Governos devem minimizar impacto do coronavírus sobre comércio de alimentos

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


31/03/2020 | 13:40


Em comunicado conjunto, a Organização Mundial do Comércio (OMC), a Organização Mundial da Saúde e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) pediram aos governos que minimizem os impactos do novo coronavírus sobre o comércio de alimentos.

"Agora é a hora de mostrar solidariedade, agir com responsabilidade e aderir ao nosso objetivo comum de melhorar a segurança alimentar e a nutrição e melhorar o bem-estar geral das pessoas em todo o mundo", afirmaram.

No texto, os órgãos ressaltam que milhões de pessoas em todo o mundo dependem do comércio internacional para sua segurança alimentar e meios de subsistência. "Conforme os países adotam medidas com o objetivo de interromper a pandemia de covid-19, cuidados devem ser tomados para minimizar possíveis impactos no suprimento de alimentos ou consequências não intencionais no comércio e segurança alimentar globais", destacaram, reforçando que os países devem garantir que quaisquer medidas relacionadas ao comércio não perturbem a cadeia de suprimento de alimentos.

"A incerteza sobre a disponibilidade de alimentos pode desencadear uma onda de restrições à exportação, criando uma escassez no mercado global", alertam os órgãos, acrescentando que tais reações podem alterar o equilíbrio entre oferta e demanda, resultando em picos de preços e aumento da volatilidade dos preços.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governos devem minimizar impacto do coronavírus sobre comércio de alimentos


31/03/2020 | 13:40


Em comunicado conjunto, a Organização Mundial do Comércio (OMC), a Organização Mundial da Saúde e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) pediram aos governos que minimizem os impactos do novo coronavírus sobre o comércio de alimentos.

"Agora é a hora de mostrar solidariedade, agir com responsabilidade e aderir ao nosso objetivo comum de melhorar a segurança alimentar e a nutrição e melhorar o bem-estar geral das pessoas em todo o mundo", afirmaram.

No texto, os órgãos ressaltam que milhões de pessoas em todo o mundo dependem do comércio internacional para sua segurança alimentar e meios de subsistência. "Conforme os países adotam medidas com o objetivo de interromper a pandemia de covid-19, cuidados devem ser tomados para minimizar possíveis impactos no suprimento de alimentos ou consequências não intencionais no comércio e segurança alimentar globais", destacaram, reforçando que os países devem garantir que quaisquer medidas relacionadas ao comércio não perturbem a cadeia de suprimento de alimentos.

"A incerteza sobre a disponibilidade de alimentos pode desencadear uma onda de restrições à exportação, criando uma escassez no mercado global", alertam os órgãos, acrescentando que tais reações podem alterar o equilíbrio entre oferta e demanda, resultando em picos de preços e aumento da volatilidade dos preços.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;