Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Faixa apagada coloca pedestre em risco em Ribeirão Pires


Bianca Barbosa

21/03/2018 | 07:00


Quem passa de carro pelo portal de Ribeirão Pires percebe o mato alto nas calçadas e alguns terrenos abandonados, porém, o maior problema não é visível. Isso porque a faixa de pedestres da Avenida Humberto de Campos, na altura do número 1.800, está quase apagada. “Para quem anda a pé faz falta, tem que esperar o sinal fechar, ir para o meio e depois atravessar o resto da pista”, disse a doméstica aposentada Cleumar Vieira, 65 anos.

A sinalização da avenida é de responsabilidade da Prefeitura, mas os moradores e comerciantes da região dizem fazer sua parte. “Toda vez chamo atenção das pessoas, principalmente dos mais novos. Tem a faixa, não dá para ver, mas tem que passar por ela. Já teve muito acidente aqui por causa desse problema”, disse um vendedor, que não quis se identificar. “Não sei o porquê de não pintarem de novo, é algo muito simples e que ajudaria bastante”, completou.

Por não existir sinalização no solo, muitas pessoas esquecem que a faixa um dia esteve lá. “É tão normal atravessar em qualquer ponto que nem lembro que tem a faixa”, relatou o pedreiro Antônio Amadeu Cerqueira, 45, morador do bairro Bocaína. O limite de velocidade da via é 50 km/h, o que aumenta as chances de acidente.

O Diário entrou em contato com a Prefeitura, que não deu retorno até o fechamento desta edição. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;