Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Mauá quer R$ 2 mi para incrementar o turismo


Miriam Gimenes
Especial para o Diário

06/11/2005 | 08:09


A Prefeitura de Mauá pretende incrementar o turismo na cidade. A intenção é implantar projeto que proporcione melhor infra-estrutura, capaz de atrair empresas que atuem no setor e, logicamente, turistas. Mas isso depende da liberação de recursos por parte do Ministério de Turismo. O primeiro passo será dado no próximo dia 18, quando o diretor de infra-estrutura do Ministério, Esdras Costa do Nascimento, virá ao município para se reunir com o prefeito Diniz Lopes (PL).

“Reivindicamos a vinda de um representante do ministério para que pudesse constatar o nosso potencial em termos de área, que podem ser transformadas em pólos turísticos”, disse o secretário municipal de Esportes e Turismo, Francisco de Carvalho Filho, o Chico do Judô.

Segundo ele, os dois parques existentes na cidade – Guapituba e Santa Luzia – têm cada um 500 mil m² de terreno a ser explorado.

Para que o projeto da Prefeitura possa vingar é preciso que o governo federal libere R$ 2 milhões. Segundo Chico do Judô, a intenção da administração pública é explorar também o turismo de negócios. “Temos de aliar os dois setores para apresentar uma proposta viável ao diretor do ministério.”

O secretário revela, no entanto, que algumas empresas que atuam no setor turístico já chegaram a ser consultadas sobre o projeto do Executivo, mas não demonstraram interesse. “Disseram que só pensarão no assunto quando Mauá oferecer estrutura mínima para o desenvolvimento do setor. Por isso, se não houver o mínimo, não conseguiremos atrair empresas”, finaliza.

Convite – O secretário municipal de Finanças, Adalberto Coppini, afirma que nem mesmo a população da cidade conhece seus atrativos. “Embelezamento, suporte para a coleta de lixo, tratamento de esgoto são fatores que precisam de melhoria para valorizar a nossa cidade. Tem gente que não conhece nem o Parque Guapituba”, completa.

Adalberto Coppini afirmou também que é preciso valorizar Mauá como um todo. “Temos aqui a Petroquímica, a Refinaria Capuava. Quem vem do interior não quer ver apenas o nosso verde, mas sim algo diferente”, acredita.

Além desses pontos, o secretário também cita como atrativos do município, que podem vir a ser possíveis pontos turísticos, a Capela da Santa Casa e o Museu do Barão de Mauá. “Até praça de alimentação nos parques, acho que deveria ter”. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;