Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Jornada por diferentes universos

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Personagens e cenários variados surgem ao longo de ‘Playmobil – O Filme’, em cartaz no cinema


Luís Felipe Soares

22/12/2019 | 07:32


“Neste mundo, nada é o que parece.” Essa é uma das falas presentes em Playmobil – O Filme, já em cartaz nos cinemas brasileiros com cópias dubladas espalhadas por salas do Grande ABC. Como é de se imaginar pelo que acaba sendo dito por um dos personagens, as possibilidades da aventura são inúmeras, assim como ocorre com o universo do famoso brinquedo que chama a atenção do público ao longo de várias gerações (veja mais ao lado).

Entre temas diversos, cavalos de caubóis podem ganhar asas, dinossauros vivem em meio a estradas e grupo com piratas, homem das cavernas e uma guerreira africana, por exemplo, se encontra em arena de batalha. Toda o longa-metragem viaja por essas realidades diferentes para apresentar a história principal inédita criada para as telonas.

Na vida real, estranhos fatos e acontecimentos fazem com que os irmãos órfãos Marla e Charlei acabem transportados para a realidade Playmobil, com ela se descobrindo uma cavaleira e ele um vinking, já em versão animada. A dupla se separa e a irmã mais velha inicia jornada atrás do caçula, com a busca passando por alguns conhecidos cenários da atração em plástico e tendo a ajuda de novos amigos.

É difícil não pensar em Playmobil – O Filme e não fazer comparações com o concorrente Uma Aventura Lego (2014). Os dois bebem de fonte de inspiração semelhante e apostam que o encanto pelas atrações infantis atraia o maior número possível de pessoas para as sessões. No fundo, assim como ocorre com as brincadeiras, acaba sendo mescla entre o potencial dos bonecos e a imaginação do público.

Marca recria universos em miniatura

O universo de Playmobil começou a surgir na década de 1970. É fruto do desenvolvimento de sistema de brinquedos feitos a partir de plástico, com bonecos e cenários recriando experiências em miniatura. Tudo ocorreu na Alemanha, na Europa, e a marca tem Hans Beck (1929-2009) e Horst Brandstätter (1933-2015) como seus criadores.

Os primeiros itens chegaram ao mercado em 1974, com trabalhadores da construção civil e cavaleiros estando entre as opções iniciais. Desde então, mais 3 bilhões de personagens surgiram entre cerca de 30 temas. Parte da graça é fazer com que bonecos de diferentes mundos se encontrem em aventuras imaginadas pelos fãs, assim como ocorre em ''''Playmobil – O Filme''''. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jornada por diferentes universos

Personagens e cenários variados surgem ao longo de ‘Playmobil – O Filme’, em cartaz no cinema

Luís Felipe Soares

22/12/2019 | 07:32


“Neste mundo, nada é o que parece.” Essa é uma das falas presentes em Playmobil – O Filme, já em cartaz nos cinemas brasileiros com cópias dubladas espalhadas por salas do Grande ABC. Como é de se imaginar pelo que acaba sendo dito por um dos personagens, as possibilidades da aventura são inúmeras, assim como ocorre com o universo do famoso brinquedo que chama a atenção do público ao longo de várias gerações (veja mais ao lado).

Entre temas diversos, cavalos de caubóis podem ganhar asas, dinossauros vivem em meio a estradas e grupo com piratas, homem das cavernas e uma guerreira africana, por exemplo, se encontra em arena de batalha. Toda o longa-metragem viaja por essas realidades diferentes para apresentar a história principal inédita criada para as telonas.

Na vida real, estranhos fatos e acontecimentos fazem com que os irmãos órfãos Marla e Charlei acabem transportados para a realidade Playmobil, com ela se descobrindo uma cavaleira e ele um vinking, já em versão animada. A dupla se separa e a irmã mais velha inicia jornada atrás do caçula, com a busca passando por alguns conhecidos cenários da atração em plástico e tendo a ajuda de novos amigos.

É difícil não pensar em Playmobil – O Filme e não fazer comparações com o concorrente Uma Aventura Lego (2014). Os dois bebem de fonte de inspiração semelhante e apostam que o encanto pelas atrações infantis atraia o maior número possível de pessoas para as sessões. No fundo, assim como ocorre com as brincadeiras, acaba sendo mescla entre o potencial dos bonecos e a imaginação do público.

Marca recria universos em miniatura

O universo de Playmobil começou a surgir na década de 1970. É fruto do desenvolvimento de sistema de brinquedos feitos a partir de plástico, com bonecos e cenários recriando experiências em miniatura. Tudo ocorreu na Alemanha, na Europa, e a marca tem Hans Beck (1929-2009) e Horst Brandstätter (1933-2015) como seus criadores.

Os primeiros itens chegaram ao mercado em 1974, com trabalhadores da construção civil e cavaleiros estando entre as opções iniciais. Desde então, mais 3 bilhões de personagens surgiram entre cerca de 30 temas. Parte da graça é fazer com que bonecos de diferentes mundos se encontrem em aventuras imaginadas pelos fãs, assim como ocorre em ''''Playmobil – O Filme''''. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;