Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Número de inquéritos da PF para apurar suposto locaute sobe para 54



30/05/2018 | 20:36


O número de inquéritos instaurados pela Polícia Federal para investigar empresários que tenham supostamente praticado locaute, quando a paralisação dos funcionários tem iniciativa ou apoio das empresas, chegou a 54 na noite desta quarta-feira, 30.

De acordo com o ministro Raul Jungmann (Segurança Pública), também foram incluídas pela PF investigações contra atos de sabotagem em ferrovias e duas torres de transmissão.

Segundo o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, a maioria dos suspeitos por prática de locaute já foi intimada e prestou depoimento à Justiça.

Não são apenas os suspeitos que estão sendo convocados para prestar depoimentos, mas também representantes de todas as grandes empresas de transportes terão que prestar esclarecimentos.

A advogada-geral da União, Grace Mendonça, afirmou que, desde o início da greve, o governo adotou todas as medidas possíveis e fez um "trabalho muito forte em cima daquelas empresas transportadoras, inclusive com base nessas informações de que empresas vinham incentivando a greve".

Ontem, a advogada-geral encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) dados de 96 empresas transportadoras que descumpriram decisão judicial e não desocuparam vias afetadas pela paralisação dos caminhoneiros. Somados, os valores cobrados em multas judiciais chegam a R$ 141,4 milhões. Ela afirmou que este foi o "primeiro lote" de empresas e que o número deve aumentar nos próximos dias.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Número de inquéritos da PF para apurar suposto locaute sobe para 54


30/05/2018 | 20:36


O número de inquéritos instaurados pela Polícia Federal para investigar empresários que tenham supostamente praticado locaute, quando a paralisação dos funcionários tem iniciativa ou apoio das empresas, chegou a 54 na noite desta quarta-feira, 30.

De acordo com o ministro Raul Jungmann (Segurança Pública), também foram incluídas pela PF investigações contra atos de sabotagem em ferrovias e duas torres de transmissão.

Segundo o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, a maioria dos suspeitos por prática de locaute já foi intimada e prestou depoimento à Justiça.

Não são apenas os suspeitos que estão sendo convocados para prestar depoimentos, mas também representantes de todas as grandes empresas de transportes terão que prestar esclarecimentos.

A advogada-geral da União, Grace Mendonça, afirmou que, desde o início da greve, o governo adotou todas as medidas possíveis e fez um "trabalho muito forte em cima daquelas empresas transportadoras, inclusive com base nessas informações de que empresas vinham incentivando a greve".

Ontem, a advogada-geral encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) dados de 96 empresas transportadoras que descumpriram decisão judicial e não desocuparam vias afetadas pela paralisação dos caminhoneiros. Somados, os valores cobrados em multas judiciais chegam a R$ 141,4 milhões. Ela afirmou que este foi o "primeiro lote" de empresas e que o número deve aumentar nos próximos dias.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;