Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

MPF abrirá inquérito contra sete aliados a Flamarion


Brasília
Da AE

14/12/2003 | 21:21


O MPF (Ministério Público Federal) em Roraima vai pedir esta semana ao procurador-geral da República, Cláudio Fonteles, a abertura de inquérito contra sete deputados estaduais e federais aliados ao governador Flamarion Portela (PT). Todos são acusados de envolvimento no desvio de recursos por intermédio de folhas de pagamento fantasma do Estado, conhecida como folha gafanhoto. Flamarion pediu 90 dias de afastamento do PT na sexta-feira, até que as investigações sejam concluídas, pois há suspeita de que ele esteja vinculado ao grupo, liderado pelo ex-governador Neudo Campos.

Os procuradores da República que trabalham no caso vão fazer, provavelmente nesta segunda-feira, a denúncia contra sete ex-parlamentares que tiveram a prisão preventiva decretada na semana passada, e que estão à disposição da Justiça na Cadeia Pública de Boa Vista. “Vamos dar prioridade aos que já estão presos para depois avançarmos em outras denúncias”, afirmou o procurador Luiz Mazzoto, um dos coordenadores das investigações, feitas em conjunto com a Polícia Federal.

Além do ex-deputado e ex-chefe da Polícia Civil de Roraima Ângelo Paiva de Moura, continuam presos em Boa Vista os ex-parlamentares Augusto Iglesias Ferreira e sua mulher Elizabeth Ayako Nishimura Ferreira; Barac da Silva Bento, Suzete Macedo de Oliveira, Sebastião da Silva (Cabo Sebastião) e Havany Pereira, irmão do ex-deputado Gelb Pereira, que também deverá ser denunciado. Depois de cruzar vários depoimentos, os investigadores decidiram incluir entre os integrantes do esquema pelo menos sete parlamentares que estão com mandatos. “Ainda estamos verificando quem vai entrar, mas alguns, cujos nomes não vamos revelar agora, já têm envolvimento comprovado”, afirmou Mazzoto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;