Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 25 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Festa Italiana encerra com público de 100 mil pessoas

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Agnaldo Rayol fechou ontem a 23ª edição do evento, que teve média de 10 mil por dia


Junior Carvalho
especial para o Diário

31/08/2015 | 07:07


Com show de Agnaldo Rayol, a 23ª edição da Festa Italiana, em São Caetano, encerrou ontem com total de público de 100 mil pessoas, nos dez dias do evento.

Desde o dia 1º, passaram, em média, 10 mil visitantes por dia. A festa ocorreu todos os sábados e domingos de agosto, na Praça Ermelino Matarazzo, no bairro Fundação . A estimativa dos números foi informada pela Polícia Militar.

Presentes na confraternização, o prefeito Paulo Pinheiro (PMDB) e o secretário de Governo, Nilson Bonome (PMDB), fizeram avaliações positivas.

“A nossa intenção sempre foi fazer uma festa melhor a cada ano. Desta vez, superamos a quantidade de público. A população veio prestigiar em grande número”, ressaltou Pinheiro.

“Não tivemos problemas com segurança. Foi muito ordeira. Isso é o resultado de um intenso trabalho da organização”, frisou Bonome.

Frequentadora assídua das edições anuais da Festa Italiana, a enfermeira Débora Cherotto, 39 anos, também destacou a segurança do local. “Vim nos outros anos e achei que, desta vez, foi superior. Achei que os shows e a organização foram melhores neste ano”, disse.

O marido de Débora, o médico Wendel Lorenzini, 39, não havia ido ao evento em edições anteriores e aprovou. “As barracas e as opções de comidas são muito variadas. Gostei muito”, afirmou.

Um dos eventos gastronômicos mais tradicionais do Grande ABC, a Festa Italiana ofereceu, nos cinco finais de semana, apresentações musicais e pratos típicos da culinária italiana, cuja nação exportou imigrantes para São Caetano.

Além das clássicas receitas de massa, como macarrão e pizza, houve espaço nas barracas para bolinhos de bacalhau e o humilde pão com carne. O vinho também foi protagonista.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Festa Italiana encerra com público de 100 mil pessoas

Agnaldo Rayol fechou ontem a 23ª edição do evento, que teve média de 10 mil por dia

Junior Carvalho
especial para o Diário

31/08/2015 | 07:07


Com show de Agnaldo Rayol, a 23ª edição da Festa Italiana, em São Caetano, encerrou ontem com total de público de 100 mil pessoas, nos dez dias do evento.

Desde o dia 1º, passaram, em média, 10 mil visitantes por dia. A festa ocorreu todos os sábados e domingos de agosto, na Praça Ermelino Matarazzo, no bairro Fundação . A estimativa dos números foi informada pela Polícia Militar.

Presentes na confraternização, o prefeito Paulo Pinheiro (PMDB) e o secretário de Governo, Nilson Bonome (PMDB), fizeram avaliações positivas.

“A nossa intenção sempre foi fazer uma festa melhor a cada ano. Desta vez, superamos a quantidade de público. A população veio prestigiar em grande número”, ressaltou Pinheiro.

“Não tivemos problemas com segurança. Foi muito ordeira. Isso é o resultado de um intenso trabalho da organização”, frisou Bonome.

Frequentadora assídua das edições anuais da Festa Italiana, a enfermeira Débora Cherotto, 39 anos, também destacou a segurança do local. “Vim nos outros anos e achei que, desta vez, foi superior. Achei que os shows e a organização foram melhores neste ano”, disse.

O marido de Débora, o médico Wendel Lorenzini, 39, não havia ido ao evento em edições anteriores e aprovou. “As barracas e as opções de comidas são muito variadas. Gostei muito”, afirmou.

Um dos eventos gastronômicos mais tradicionais do Grande ABC, a Festa Italiana ofereceu, nos cinco finais de semana, apresentações musicais e pratos típicos da culinária italiana, cuja nação exportou imigrantes para São Caetano.

Além das clássicas receitas de massa, como macarrão e pizza, houve espaço nas barracas para bolinhos de bacalhau e o humilde pão com carne. O vinho também foi protagonista.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;