Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Obras aliviam trânsito no Centro de Santo André


Rodrigo Cipriano
Do Diário do Grande ABC

02/07/2007 | 07:20


Até novembro, a Prefeitura de Santo André investirá R$ 9 milhões para melhorar a mobilidade na região central da cidade. Pelo projeto, pedestres serão beneficiados com calçadas mais largas e acessíveis e motoristas perderão menos tempo parados em congestionamentos. Dois nós no trânsito devem ser desatados: na Avenida 15 de Novembro, entre o Paço Municipal e o Viaduto Antônio Adib Chammas; e na Perimetral. Construído no início da década de 1970 para agilizar o acesso entre o Centro e bairros formados ao redor do Parque do Ipiranguinha, há anos o corredor está saturado.

O conjunto de obras dará novo visual à via expressa. Serão criados bolsões de estacionamento rotativo na parte alta da pista e placas instaladas nos cruzamentos indicarão o nome da próxima rua, assim como ocorre na Avenida Paulista, na Capital.

As melhorias no fluxo de veículos serão asseguradas por duas obras. Uma delas é o rebaixamento de 40 cm do asfalto da parte baixa sob o viaduto da Avenida Portugal, que começa hoje. Os contratempos no local são freqüentes. Caminhões desrespeitam a altura máxima do trecho e batem na estrutura do viaduto, obrigando o fechamento da pista e causando congestionamentos. Os trabalhos devem ser concluídos em 30 dias. Durante a obra, a pista será interditada.

A outra intervenção ainda não tem data para começar. Será o encurtamento do canteiro que separa as partes alta e baixa da pista, próximo ao Parque do Ipiranguinha. “Hoje há um conflito nessa região entre os motoristas que vêm da Coronel Alfredo Fláquer (parte alta) e os que seguem pela Edson Danillo Dotto (parte baixa)”, diz o diretor do Departamento de Trânsito de Santo André, Éric Lamarca. Por enquanto, ainda não há prazo para início das obras. Os trabalhos estão sendo executados em trechos e prazos são anunciados ao fim de cada etapa.

A Avenida 15 de Novembro concentra o maior número de intervenções. A primeira delas está em andamento e deve ser entregue até o fim desse mês. É o novo desenho geométrico do cruzamento da Avenida José Amazonas com a Rua das Figueiras. Serão abertas duas novas faixas no corredor para redirecionar o fluxo para cada um dos sentidos da José Amazonas. Junto à EE Américo Brasiliense será aberto um novo corredor para onde serão direcionados os trólebus que hoje prejudicam o fluxo no acesso ao Viaduto Adib Chammas. O ponto de embarque e desembarque também será levado para essa nova via.

O fluxo de veículos que seguem na 15 de Novembro em direção ao Paço Municipal será equilibrado. O corredor, dividido em dois por um canteiro central, opera hoje com uma faixa saturada, em direção à Perimetral, bairro Jardim e Avenida Portugal; e outra ociosa, que segue em direção a São Bernardo. Para melhorar a divisão de carros, será criado um novo acesso ao Viaduto Juscelino Kubitschek, que termina na Perimetral para o motorista que vem da pista expressa. Esse conjunto de obras tem início previsto para meados de julho e deve ser concluído até o fim de outubro, ao custo de R$ 1 milhão.

A maioria das obras de revitalização não irá beneficiar o motorista, mas o pedestre. A Rua Diana se transformará em calçadão. A Rua Bernardino de Campos terá o passeio alargado, tomando uma faixa da rua em cada sentido e a travessia do Paço Municipal em direção ao Américo Brasiliense terá a sinalização readequada.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Obras aliviam trânsito no Centro de Santo André

Rodrigo Cipriano
Do Diário do Grande ABC

02/07/2007 | 07:20


Até novembro, a Prefeitura de Santo André investirá R$ 9 milhões para melhorar a mobilidade na região central da cidade. Pelo projeto, pedestres serão beneficiados com calçadas mais largas e acessíveis e motoristas perderão menos tempo parados em congestionamentos. Dois nós no trânsito devem ser desatados: na Avenida 15 de Novembro, entre o Paço Municipal e o Viaduto Antônio Adib Chammas; e na Perimetral. Construído no início da década de 1970 para agilizar o acesso entre o Centro e bairros formados ao redor do Parque do Ipiranguinha, há anos o corredor está saturado.

O conjunto de obras dará novo visual à via expressa. Serão criados bolsões de estacionamento rotativo na parte alta da pista e placas instaladas nos cruzamentos indicarão o nome da próxima rua, assim como ocorre na Avenida Paulista, na Capital.

As melhorias no fluxo de veículos serão asseguradas por duas obras. Uma delas é o rebaixamento de 40 cm do asfalto da parte baixa sob o viaduto da Avenida Portugal, que começa hoje. Os contratempos no local são freqüentes. Caminhões desrespeitam a altura máxima do trecho e batem na estrutura do viaduto, obrigando o fechamento da pista e causando congestionamentos. Os trabalhos devem ser concluídos em 30 dias. Durante a obra, a pista será interditada.

A outra intervenção ainda não tem data para começar. Será o encurtamento do canteiro que separa as partes alta e baixa da pista, próximo ao Parque do Ipiranguinha. “Hoje há um conflito nessa região entre os motoristas que vêm da Coronel Alfredo Fláquer (parte alta) e os que seguem pela Edson Danillo Dotto (parte baixa)”, diz o diretor do Departamento de Trânsito de Santo André, Éric Lamarca. Por enquanto, ainda não há prazo para início das obras. Os trabalhos estão sendo executados em trechos e prazos são anunciados ao fim de cada etapa.

A Avenida 15 de Novembro concentra o maior número de intervenções. A primeira delas está em andamento e deve ser entregue até o fim desse mês. É o novo desenho geométrico do cruzamento da Avenida José Amazonas com a Rua das Figueiras. Serão abertas duas novas faixas no corredor para redirecionar o fluxo para cada um dos sentidos da José Amazonas. Junto à EE Américo Brasiliense será aberto um novo corredor para onde serão direcionados os trólebus que hoje prejudicam o fluxo no acesso ao Viaduto Adib Chammas. O ponto de embarque e desembarque também será levado para essa nova via.

O fluxo de veículos que seguem na 15 de Novembro em direção ao Paço Municipal será equilibrado. O corredor, dividido em dois por um canteiro central, opera hoje com uma faixa saturada, em direção à Perimetral, bairro Jardim e Avenida Portugal; e outra ociosa, que segue em direção a São Bernardo. Para melhorar a divisão de carros, será criado um novo acesso ao Viaduto Juscelino Kubitschek, que termina na Perimetral para o motorista que vem da pista expressa. Esse conjunto de obras tem início previsto para meados de julho e deve ser concluído até o fim de outubro, ao custo de R$ 1 milhão.

A maioria das obras de revitalização não irá beneficiar o motorista, mas o pedestre. A Rua Diana se transformará em calçadão. A Rua Bernardino de Campos terá o passeio alargado, tomando uma faixa da rua em cada sentido e a travessia do Paço Municipal em direção ao Américo Brasiliense terá a sinalização readequada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;