Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Doze sobrevivem ao acidente de trem na Austria


Do Diário do Grande ABC

12/11/2000 | 15:12


Doze pessoas sobreviveram ao acidente de trem na regiao dos Alpes, na Austria, na manha deste sábado. Entre as vítimas, estao 10 japoneses, três militares norte-americanos e 27 alemaes, de acordo com um porta-voz da polícia austríaca. O balanço parcial do incêndio baixou para 153 mortos, segundo o governador da província de Salzburgo.

O trem, que tinha capacidade para 180 pessoas, levava 165, já que muitos passageiros levavam seus equipamentos para esquiar, ocupando assim mais espaço.

Um dos vagoes do trem, que levava alpinistas para uma montanha dos Alpes, ficou preso dentro de um túnel, onde se incendiou aproximadamente às 9 horas da manha deste sábado.

Os bombeiros tiveram dificuldades em conter o fogo. Seis horas depois do acidente, o trem ainda continuava em chamas. As mortes ocorreram, presumivelmente, por asfixia, anunciou Schausberger numa coletiva na estaçao de esportes de inverno de Kaprun, citado pela agência austríaca APA.

Entre os alemaes sobreviventes, alguns conseguiram escapar do funicular pelas janelas, conforme a televisao nacional. Eles foram hospitalizados na localidade vizinha de Zell-am-See. Um sobrevivente alemao da catástrofe afirmou que "muita gente gritava de medo de morrer e tentava desesperadamente achar uma saída", segundo a agência austríaca.

O chanceler austríaco, Wolfgang Schuessel, decretou este sábado luto nacional até domingo ao meio-dia, em homenagem às vítimas.

O funicular, que sobe de 911 a 2.452 metros de altitude em oito minutos e meio, entrou em serviço em 1974 e foi apresentado na Austria como "o primeiro metrô de montanha do mundo".

É um trem elétrico, com um peso total de 38 toneladas, que realiza uma ascensao de 1.500 metros a uma velocidade de 36 km/hora.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Doze sobrevivem ao acidente de trem na Austria

Do Diário do Grande ABC

12/11/2000 | 15:12


Doze pessoas sobreviveram ao acidente de trem na regiao dos Alpes, na Austria, na manha deste sábado. Entre as vítimas, estao 10 japoneses, três militares norte-americanos e 27 alemaes, de acordo com um porta-voz da polícia austríaca. O balanço parcial do incêndio baixou para 153 mortos, segundo o governador da província de Salzburgo.

O trem, que tinha capacidade para 180 pessoas, levava 165, já que muitos passageiros levavam seus equipamentos para esquiar, ocupando assim mais espaço.

Um dos vagoes do trem, que levava alpinistas para uma montanha dos Alpes, ficou preso dentro de um túnel, onde se incendiou aproximadamente às 9 horas da manha deste sábado.

Os bombeiros tiveram dificuldades em conter o fogo. Seis horas depois do acidente, o trem ainda continuava em chamas. As mortes ocorreram, presumivelmente, por asfixia, anunciou Schausberger numa coletiva na estaçao de esportes de inverno de Kaprun, citado pela agência austríaca APA.

Entre os alemaes sobreviventes, alguns conseguiram escapar do funicular pelas janelas, conforme a televisao nacional. Eles foram hospitalizados na localidade vizinha de Zell-am-See. Um sobrevivente alemao da catástrofe afirmou que "muita gente gritava de medo de morrer e tentava desesperadamente achar uma saída", segundo a agência austríaca.

O chanceler austríaco, Wolfgang Schuessel, decretou este sábado luto nacional até domingo ao meio-dia, em homenagem às vítimas.

O funicular, que sobe de 911 a 2.452 metros de altitude em oito minutos e meio, entrou em serviço em 1974 e foi apresentado na Austria como "o primeiro metrô de montanha do mundo".

É um trem elétrico, com um peso total de 38 toneladas, que realiza uma ascensao de 1.500 metros a uma velocidade de 36 km/hora.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;