Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Ciclo de palestras discute corpo e arte


Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

09/04/2011 | 07:03


O corpo humano é tema de ciclo de palestras a partir de hoje na Pinacoteca de São Bernardo (Rua Kara, 105. Tel.: 4125-4056), com o ciclo "Corpos Inacabados - O Corpo na Arte e na Cultura".

Renomados pesquisadores apresentam estudos e reflexões sobre a história do imaginário do corpo, comentando seu reflexo na arte ao longo dos séculos, a sua importância na cultura popular e de possíveis mutações do corpo biológico para sua representação virtual na contemporaneidade.

O evento abre hoje, às 17h, com a discussão A Questão do Crânio na Arte de Hoje, com o professor Jorge Coli, que discute, através da obra de Damian Hirst, como o crânio alavanca debate entre os artistas hoje.

No dia 13, às 19h, terá a aula-espetáculo "Corporeidades Brasileiras - Da Tradição à Cena Contemporânea", com a Cia Mundu Rodá e participação de Seu Sebastião Martelo, do grupo Cavalo Marinho Estrela de Ouro do Condado.

O Corpo na Cultura Popular é tema de palestra no dia 16, às 17h, com Jerusa Pires, professora do programa de pós-graduação em Comunicação e Semiótica da PUC-SP.

Com Janaina Damaceno, doutoranda em antropologia social da USP, o tema do dia 30, às 17h, é O Corpo do Outro: Ciência e Espetáculos nas Exibições da Venus Hotentote. A discussão aborda o tratamento que o corpo da mulher negra sul-africana teve como atração em circos e associações científicas européias.

No dia 7, às 17h, O Corpo a Corpo do Espírito com a Matéria fala sobre, como em obras de arte, a representação corporal revela códigos e temperaturas do convívio social.

Lúcia Santaella, famosa teórica da comunicação, apresenta no dia 14 de maio, às 17h, papo sobre o corpo como sintoma da cultura e as suas manifestações na arte.

Para fechar as conversas, no dia 21 de maio, às 17h, o foco é a coleção de fotografias raciais da cientista naturalista Louis Agassiz, reunidas no século 19, revelando concepções de raça, ciência e miscigenação.

Informações e inscrições para palestras são feitas pelo telefone 4125-4056.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ciclo de palestras discute corpo e arte

Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

09/04/2011 | 07:03


O corpo humano é tema de ciclo de palestras a partir de hoje na Pinacoteca de São Bernardo (Rua Kara, 105. Tel.: 4125-4056), com o ciclo "Corpos Inacabados - O Corpo na Arte e na Cultura".

Renomados pesquisadores apresentam estudos e reflexões sobre a história do imaginário do corpo, comentando seu reflexo na arte ao longo dos séculos, a sua importância na cultura popular e de possíveis mutações do corpo biológico para sua representação virtual na contemporaneidade.

O evento abre hoje, às 17h, com a discussão A Questão do Crânio na Arte de Hoje, com o professor Jorge Coli, que discute, através da obra de Damian Hirst, como o crânio alavanca debate entre os artistas hoje.

No dia 13, às 19h, terá a aula-espetáculo "Corporeidades Brasileiras - Da Tradição à Cena Contemporânea", com a Cia Mundu Rodá e participação de Seu Sebastião Martelo, do grupo Cavalo Marinho Estrela de Ouro do Condado.

O Corpo na Cultura Popular é tema de palestra no dia 16, às 17h, com Jerusa Pires, professora do programa de pós-graduação em Comunicação e Semiótica da PUC-SP.

Com Janaina Damaceno, doutoranda em antropologia social da USP, o tema do dia 30, às 17h, é O Corpo do Outro: Ciência e Espetáculos nas Exibições da Venus Hotentote. A discussão aborda o tratamento que o corpo da mulher negra sul-africana teve como atração em circos e associações científicas européias.

No dia 7, às 17h, O Corpo a Corpo do Espírito com a Matéria fala sobre, como em obras de arte, a representação corporal revela códigos e temperaturas do convívio social.

Lúcia Santaella, famosa teórica da comunicação, apresenta no dia 14 de maio, às 17h, papo sobre o corpo como sintoma da cultura e as suas manifestações na arte.

Para fechar as conversas, no dia 21 de maio, às 17h, o foco é a coleção de fotografias raciais da cientista naturalista Louis Agassiz, reunidas no século 19, revelando concepções de raça, ciência e miscigenação.

Informações e inscrições para palestras são feitas pelo telefone 4125-4056.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;