Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

David Uip assume cargo de secretário de Estado da Saúde

Professor da FMABC, o médico é um dos infectologistas mais respeitados no mundo


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

16/08/2013 | 07:00


O infectologista David Uip aceitou, na tarde de ontem, o convite para assumir o cargo de secretário da Saúde do Estado. O especialista, diretor do Instituto de Infectologia Emílio Ribas e professor titular de Infectologia da Faculdade de Medicina do ABC, onde se formou há 38 anos, substituirá o radiologista Giovanni Guido Cerri, diretor licenciado da Faculdade de Medicina da USP e do Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo). Cerri pediu demissão na noite de quarta-feira.

A Secretaria de Estado da Saúde não informou, entretanto, qual será a data da posse do novo secretário. Uip também já ocupou o cargo de diretor executivo do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de São Paulo, e atualmente integra o quadro de profissionais do Hospital Sírio-Libanês.

Aos 61 anos, Uip atua em dois projetos relacionados à Aids em Angola, desde 2002, e coordena a Saúde Estadual da Baixada Santista.

Em entrevista exclusiva ao Diário, em julho, o especialista pioneiro no tratamento de pacientes com Aids no País e um dos infectologistas mais respeitados do mundo, falou sobre a paixão pela profissão e defendeu a ampliação de vagas no curso de Medicina da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC) em vez da instalação de outra universidade para a formação de médicos na região.

Em junho, o atual presidente da FUABC (Fundação do ABC), Maurício Mindrisz, informou que estuda abrir turmas de Medicina em São Bernardo já em 2014. Seria o segundo curso da fundação na região, que mantém a FMABC, em Santo André. O assunto já está sendo discutido com a Prefeitura e causa descontentamento por parte dos estudantes, que também defendem a ampliação do número de vagas.

Durante a entrevista, o infectologista lembrou ainda que teve participação em obras importantes para o Grande ABC, como a conclusão do Hospital Estadual Mário Covas e a instalação do Hospital de Urgência de São Caetano.

O programa Mais Médicos, do governo federal, também foi tema da conversa. Contrário ao projeto, Uip destacou que o problema da Saúde no Brasil não é a falta de médicos e sim de infraestrutura. A falta de recursos financeiros e problema na referência e a contrarreferência (dificuldade em encaminhar pacientes para atendimento em outros equipamentos) são listados como os principais gargalos na Saúde pública.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Saúde informou que o governador Geraldo Alckmin agradeceu os ótimos serviços prestados por Cerri em sua gestão, desde janeiro de 2011.

Cerri entregou três novos hospitais e 14 AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), aprovou plano de carreira para os médicos da rede estadual, implantou a Rede Hebe Camargo de Oncologia e idealizou o Programa Paulista de Combate ao Álcool na Infância e Adolescência, incluindo a Lei Antiálcool para menores de idade. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;