Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil e Argentina para o mundo ver


Anderson Rodrigues
Do Diário do Grande ABC

28/06/2005 | 08:40


Líderes incontestáveis no continente, Brasil e Argentina promoverão uma overdose de decisões em menos de 48 horas ao redor do mundo. Entre esta terça e quarta, o planeta vai se render mais uma vez ao duelo entre as duas seleções, com jogos eliminatórios pela Copa das Confederações (final) e Libertadores (semifinal entre São Paulo e River Plate), ambas nesta quarta, além do Mundial Sub-20, com semifinal marcada para esta tarde. Brasil e Argentina somam juntos sete títulos mundiais na categoria principal, oito na Sub-20 e 30 sul-americanos interclubes, das 44 edições da Copa Libertadores da América já promovidas.

Mesmo sem ter a apelação de um Mundial, a Confederações passa a ter importância pela rivalidade entre brasileiros e argentinos. Organizado pela Fifa, o torneio é considerado uma prévia do Mundial de 2006, já que está sendo realizado na futura sede, a Alemanha. Chegar ao título será importante para um desses países, que venceram a competição apenas uma vez cada. Em 1992, a Argentina ganhou na estréia do torneio, fato comemorado pelo Brasil cinco anos depois.

O equilíbrio entre os sul-americanos pode ser visto também no Mundial Sub-20. Brasil e Argentina jogam a semifinal, nesta terça na Holanda, vislumbrando a supremacia na categoria de base. As duas seleções são as mais vitoriosas, com quatro títulos cada. Quem passar enfrenta Marrocos ou Nigéria na decisão.

Há muito tempo, a rivalidade entre Brasil e Argentina não era tão acirrada. A briga dentro de campo, comum na história dos confrontos entre as seleções, ganhou repercussão policial com São Paulo x Quilmes, no Morumbi, pela primeira fase da Libertadores. O argentino Desábato chegou a ser preso ao ofender Grafite com palavras com teor racista.

O São Paulo voltou a ter problemas com argentinos na última semana, quando torcedores do River foram agredidos pela polícia no Morumbi e tiveram seus ônibus apedrejados na chegada ao estádio. Uma resposta, fora de campo principalmente, é esperada para a partida desta quarta, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, que definirá um dos finalistas da Libertadores – o outro será Atlético-PR ou Chivas (México). O Tricolor pode perder por um gol de diferença que estará classificado (veja matéria na página 4). Vale lembrar que a supremacia da competição é argentina, com 19 títulos contra apenas 11 do Brasil.

Todos esses torneios – Confederações, Sub-20 e Libertadores –, que serão definidos entre esta terça e quarta, servem de base para a Copa do Mundo da Alemanha-2006. Competição em que está concentrada toda força brasileira, o país do futebol, que possui cinco títulos. Se comparado à Argentina, o país leva uma vantagem de três títulos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil e Argentina para o mundo ver

Anderson Rodrigues
Do Diário do Grande ABC

28/06/2005 | 08:40


Líderes incontestáveis no continente, Brasil e Argentina promoverão uma overdose de decisões em menos de 48 horas ao redor do mundo. Entre esta terça e quarta, o planeta vai se render mais uma vez ao duelo entre as duas seleções, com jogos eliminatórios pela Copa das Confederações (final) e Libertadores (semifinal entre São Paulo e River Plate), ambas nesta quarta, além do Mundial Sub-20, com semifinal marcada para esta tarde. Brasil e Argentina somam juntos sete títulos mundiais na categoria principal, oito na Sub-20 e 30 sul-americanos interclubes, das 44 edições da Copa Libertadores da América já promovidas.

Mesmo sem ter a apelação de um Mundial, a Confederações passa a ter importância pela rivalidade entre brasileiros e argentinos. Organizado pela Fifa, o torneio é considerado uma prévia do Mundial de 2006, já que está sendo realizado na futura sede, a Alemanha. Chegar ao título será importante para um desses países, que venceram a competição apenas uma vez cada. Em 1992, a Argentina ganhou na estréia do torneio, fato comemorado pelo Brasil cinco anos depois.

O equilíbrio entre os sul-americanos pode ser visto também no Mundial Sub-20. Brasil e Argentina jogam a semifinal, nesta terça na Holanda, vislumbrando a supremacia na categoria de base. As duas seleções são as mais vitoriosas, com quatro títulos cada. Quem passar enfrenta Marrocos ou Nigéria na decisão.

Há muito tempo, a rivalidade entre Brasil e Argentina não era tão acirrada. A briga dentro de campo, comum na história dos confrontos entre as seleções, ganhou repercussão policial com São Paulo x Quilmes, no Morumbi, pela primeira fase da Libertadores. O argentino Desábato chegou a ser preso ao ofender Grafite com palavras com teor racista.

O São Paulo voltou a ter problemas com argentinos na última semana, quando torcedores do River foram agredidos pela polícia no Morumbi e tiveram seus ônibus apedrejados na chegada ao estádio. Uma resposta, fora de campo principalmente, é esperada para a partida desta quarta, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, que definirá um dos finalistas da Libertadores – o outro será Atlético-PR ou Chivas (México). O Tricolor pode perder por um gol de diferença que estará classificado (veja matéria na página 4). Vale lembrar que a supremacia da competição é argentina, com 19 títulos contra apenas 11 do Brasil.

Todos esses torneios – Confederações, Sub-20 e Libertadores –, que serão definidos entre esta terça e quarta, servem de base para a Copa do Mundo da Alemanha-2006. Competição em que está concentrada toda força brasileira, o país do futebol, que possui cinco títulos. Se comparado à Argentina, o país leva uma vantagem de três títulos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;