Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Sandra Cinto expõe na França


Everaldo Fioravante
Do Diário do Grande ABC

09/04/2005 | 16:13


A artista plástica andreense Sandra Cinto está mais uma vez na Europa, desta vez na cidade francesa Bazouges la Pérouse, onde cria a instalação que exibe de domingo a 5 de junho no espaço cultural Centro de Criação. O evento, parte da programação oficial do Ano do Brasil na França, conta também com mostra de outra brasileira, a paulistana Lia Chaia. Em uma pausa na finalização das obras, elas falaram ao Diário por telefone às 20h30 de quinta-feira – lá já era madrugada (o fuso horário é de cinco horas a mais).

“Estou desenhando sobre uma parede de 3,5m x 11m, com caneta hidrográfica. É um trabalho muito delicado, demorado”, disse Sandra. “Tenho de me apressar, caso contrário a obra não fica pronta para a abertura da exposição”, afirmou Lia.

Sandra e Lia foram selecionadas entre dez artistas do Brasil sugeridos pela Base7 Projetos Culturais, de São Paulo. Elas chegaram à cidade francesa no último dia 28 para participar do projeto de ateliê-residência por meio do qual criaram as composições da exposição.

A artista andreense exibe mais um trabalho da série Noites de Esperança, iniciada em 2000 em mostra no Centro Georges Pompidou, também na França (Paris). Sandra criou um site-specific (obra elaborada especialmente para determinado espaço). A composição, dividida em dois elementos e apresentada no 1º andar do espaço cultural, será destruída com o término da mostra.

O primeiro elemento são os desenhos de parede, realizados em divisões retangulares sobrepostas criadas em sete diferentes tons de azul, todos escuros, para transmitir a impressão de uma atmosfera noturna, como se fossem sete noites.

Nos desenhos, Sandra representa montanhas, candelabros e muitas estrelas, simbolizadas de diferentes maneiras. Há ainda escadas e pontes, “elementos de ligação”. “É uma grande representação do céu, espaço sem fronteiras, de todos. A série Noites de Esperança é uma alusão ao Réveillon, ao espírito de renovação”, disse Sandra.

O outro elemento da instalação é uma proposição ao público. No espaço expositivo há uma mesa azul, papéis em branco, canetas e uma lâmpada acesa o tempo todo. Um bilhete traduz a obra para o espectador: “Se você quiser, pode fazer um desenho e enviar a alguém”. Para isso, há envelopes selados.

“Bazouges la Pérouse é uma cidade pequena, de cerca de quatro mil habitantes. A idéia com esse trabalho é envolver a população. Uma vez por semana os desenhos que os visitantes fizerem serão enviados”, disse Sandra.

A artista plástica já desenvolveu um trabalho semelhante que foi encartado na revista Bravo!. Ela criou um envelope com reprodução de desenhos de sua autoria e cartões-postais com espaço em branco para as pessoas desenharem e depois os enviar para alguém.

Engolindo a paisagem – Lia Chaia exibe na cidade francesa pinturas sobre parede e sobre tela. Ela foi aluna de Sandra no curso de Artes Plásticas da Faap (Fundação Armando Alvares Penteado), em São Paulo, onde a andreense leciona desenho.

“Represento uma floresta. Coloco as telas em branco na parede e pinto, tanto tela quanto parede, como se fossem um só suporte. Depois utilizo também cimento, remetendo ao urbano”, afirmou Lia.

“Quando termino a pintura, retiro as telas e deixo os espaços delas em branco. As coloco então em outra parede, algo como um quebra-cabeça”, disse a artista.

A obra de Lia, exposta no térreo do espaço, tem ainda um vídeo no qual ela aparece “comendo” fotografias de sua autoria de paisagens urbanas e de natureza. “É um pensamento sobre o quanto a paisagem interfere na gente, e vice-versa”.

Lia, que já teve obras expostas em mostras coletivas no exterior, realiza agora a primeira exposição individual da carreira.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sandra Cinto expõe na França

Everaldo Fioravante
Do Diário do Grande ABC

09/04/2005 | 16:13


A artista plástica andreense Sandra Cinto está mais uma vez na Europa, desta vez na cidade francesa Bazouges la Pérouse, onde cria a instalação que exibe de domingo a 5 de junho no espaço cultural Centro de Criação. O evento, parte da programação oficial do Ano do Brasil na França, conta também com mostra de outra brasileira, a paulistana Lia Chaia. Em uma pausa na finalização das obras, elas falaram ao Diário por telefone às 20h30 de quinta-feira – lá já era madrugada (o fuso horário é de cinco horas a mais).

“Estou desenhando sobre uma parede de 3,5m x 11m, com caneta hidrográfica. É um trabalho muito delicado, demorado”, disse Sandra. “Tenho de me apressar, caso contrário a obra não fica pronta para a abertura da exposição”, afirmou Lia.

Sandra e Lia foram selecionadas entre dez artistas do Brasil sugeridos pela Base7 Projetos Culturais, de São Paulo. Elas chegaram à cidade francesa no último dia 28 para participar do projeto de ateliê-residência por meio do qual criaram as composições da exposição.

A artista andreense exibe mais um trabalho da série Noites de Esperança, iniciada em 2000 em mostra no Centro Georges Pompidou, também na França (Paris). Sandra criou um site-specific (obra elaborada especialmente para determinado espaço). A composição, dividida em dois elementos e apresentada no 1º andar do espaço cultural, será destruída com o término da mostra.

O primeiro elemento são os desenhos de parede, realizados em divisões retangulares sobrepostas criadas em sete diferentes tons de azul, todos escuros, para transmitir a impressão de uma atmosfera noturna, como se fossem sete noites.

Nos desenhos, Sandra representa montanhas, candelabros e muitas estrelas, simbolizadas de diferentes maneiras. Há ainda escadas e pontes, “elementos de ligação”. “É uma grande representação do céu, espaço sem fronteiras, de todos. A série Noites de Esperança é uma alusão ao Réveillon, ao espírito de renovação”, disse Sandra.

O outro elemento da instalação é uma proposição ao público. No espaço expositivo há uma mesa azul, papéis em branco, canetas e uma lâmpada acesa o tempo todo. Um bilhete traduz a obra para o espectador: “Se você quiser, pode fazer um desenho e enviar a alguém”. Para isso, há envelopes selados.

“Bazouges la Pérouse é uma cidade pequena, de cerca de quatro mil habitantes. A idéia com esse trabalho é envolver a população. Uma vez por semana os desenhos que os visitantes fizerem serão enviados”, disse Sandra.

A artista plástica já desenvolveu um trabalho semelhante que foi encartado na revista Bravo!. Ela criou um envelope com reprodução de desenhos de sua autoria e cartões-postais com espaço em branco para as pessoas desenharem e depois os enviar para alguém.

Engolindo a paisagem – Lia Chaia exibe na cidade francesa pinturas sobre parede e sobre tela. Ela foi aluna de Sandra no curso de Artes Plásticas da Faap (Fundação Armando Alvares Penteado), em São Paulo, onde a andreense leciona desenho.

“Represento uma floresta. Coloco as telas em branco na parede e pinto, tanto tela quanto parede, como se fossem um só suporte. Depois utilizo também cimento, remetendo ao urbano”, afirmou Lia.

“Quando termino a pintura, retiro as telas e deixo os espaços delas em branco. As coloco então em outra parede, algo como um quebra-cabeça”, disse a artista.

A obra de Lia, exposta no térreo do espaço, tem ainda um vídeo no qual ela aparece “comendo” fotografias de sua autoria de paisagens urbanas e de natureza. “É um pensamento sobre o quanto a paisagem interfere na gente, e vice-versa”.

Lia, que já teve obras expostas em mostras coletivas no exterior, realiza agora a primeira exposição individual da carreira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;