Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Violência e pouca adesao marcam eleiçoes na Cachemira


Do Diário do Grande ABC

05/09/1999 | 20:48


A violência e a fraca participaçao marcaram neste domingo o primeiro dia das eleiçoes legislativas indianas na Cachemira. A maioria dos eleitores ficou em casa, obedecendo ao chamado dos grupos separatistas muçulmanos que querem boicotar a eleiçao, protegida por 170.000 policiais e agentes de forças paramilitares.

Cinco civis ficaram feridos num enfrentamento entre forças governamentais e separatistas muçulmanos, que tentaram assaltar um local de votaçao perto de Berwaha, 35 km ao norte de Srinagar, informou a polícia. Num subúrbio de Srinagar, uma bomba explodiu sem provocar vítimas.

Segundo a Comissao Eleitoral, a participaçao foi de 23% na Cachemira em relaçao aos 55% no conjunto do país e, somente de 15% em Srinagar, onde as ruas estavam quase desertas por causa de uma greve de dois dias organizada por grupos separatistas. Mas a votaçao, no resto do país, em geral aconteceu pacificamente.

O chefe da Comissao Eleitoral, M. S. Gill, descreveu como ``eleiçoes muito pacíficas'', sem maiores ``incidentes a comentar''.

Segundo as pesquisas de opiniao, é quase certa a vitória da aliança encabeçada pelo Partido Indiano do Povo (BJP, derreita nacionalista) do primeiro-ministro Atal Behari Vajpayee.

55% dos indianos votarao com Vajpayee, 72% acreditam que ele seria o melhor primeir-ministro, frente a 35% que confiam em Sonia Gandhi, líder do principal partido da oposiçao, o Partido do Congresso.

Neste domingo houve votaçao em 146 distritos de um total de 543 e em 16 Estados de um total de 25 e 7 territórios. Mais de 150 milhoes de eleitores estao convocados neste primeiro dia de votaçao, escalonada durante um mês.

O último dia de votaçao será 3 de outubro, e a contagem começa dia 6 de outubro. Os resultados sao esperados para o próprio dia 6 de outubro, à noite.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Violência e pouca adesao marcam eleiçoes na Cachemira

Do Diário do Grande ABC

05/09/1999 | 20:48


A violência e a fraca participaçao marcaram neste domingo o primeiro dia das eleiçoes legislativas indianas na Cachemira. A maioria dos eleitores ficou em casa, obedecendo ao chamado dos grupos separatistas muçulmanos que querem boicotar a eleiçao, protegida por 170.000 policiais e agentes de forças paramilitares.

Cinco civis ficaram feridos num enfrentamento entre forças governamentais e separatistas muçulmanos, que tentaram assaltar um local de votaçao perto de Berwaha, 35 km ao norte de Srinagar, informou a polícia. Num subúrbio de Srinagar, uma bomba explodiu sem provocar vítimas.

Segundo a Comissao Eleitoral, a participaçao foi de 23% na Cachemira em relaçao aos 55% no conjunto do país e, somente de 15% em Srinagar, onde as ruas estavam quase desertas por causa de uma greve de dois dias organizada por grupos separatistas. Mas a votaçao, no resto do país, em geral aconteceu pacificamente.

O chefe da Comissao Eleitoral, M. S. Gill, descreveu como ``eleiçoes muito pacíficas'', sem maiores ``incidentes a comentar''.

Segundo as pesquisas de opiniao, é quase certa a vitória da aliança encabeçada pelo Partido Indiano do Povo (BJP, derreita nacionalista) do primeiro-ministro Atal Behari Vajpayee.

55% dos indianos votarao com Vajpayee, 72% acreditam que ele seria o melhor primeir-ministro, frente a 35% que confiam em Sonia Gandhi, líder do principal partido da oposiçao, o Partido do Congresso.

Neste domingo houve votaçao em 146 distritos de um total de 543 e em 16 Estados de um total de 25 e 7 territórios. Mais de 150 milhoes de eleitores estao convocados neste primeiro dia de votaçao, escalonada durante um mês.

O último dia de votaçao será 3 de outubro, e a contagem começa dia 6 de outubro. Os resultados sao esperados para o próprio dia 6 de outubro, à noite.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;