Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Canadense visita projetos de Diadema


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

14/06/2005 | 08:14


A diretora do Centro Internacional para a Prevenção à Criminalidade, a canadense Margaret Shaw, chegou na segunda-feira em Diadema para conhecer as principais medidas adotadas pelo município para combater a criminalidade, especialmente homicídios. O instituto que ela representa organizou o 11º Congresso de Prevenção ao Crime e Justiça Criminal, realizado pela ONU (Organização das Nações Unidas) na Tailândia, em abril. Diadema foi a única cidade brasileira participante. Na ocasião, o prefeito José de Filippi Júnior (PT) e a secretária de Defesa Social, Regina Miki, expuseram os projetos adotados e convidaram Margaret para que ela conhecesse pessoalmente as medidas.

"Diadema foi a cidade que mais me impressionou pelos resultados obtidos nos últimos anos em relação à diminuição dos homicídios. As ações que mais me chamaram a atenção foram a lei do fechamento dos bares, a instalação de câmeras de segurança por toda cidade e a implementação de projetos sociais", afirmou Margaret.

Após a adoção da lei seca, em julho de 2002, o número de homicídios caiu. Entre 2000 e 2004, houve redução de 51,6%. Na segunda-feira ela visitou o Centro Público Tereza Lino de Oliveira, no Jardim Santa Rita, onde há o programa Adolescente Aprendiz. Nesta terça-feira, a pesquisadora visitará a Casa Beth Lobo, na Vila Conceição, para conhecer trabalhos contra a violência feminina.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Canadense visita projetos de Diadema

Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

14/06/2005 | 08:14


A diretora do Centro Internacional para a Prevenção à Criminalidade, a canadense Margaret Shaw, chegou na segunda-feira em Diadema para conhecer as principais medidas adotadas pelo município para combater a criminalidade, especialmente homicídios. O instituto que ela representa organizou o 11º Congresso de Prevenção ao Crime e Justiça Criminal, realizado pela ONU (Organização das Nações Unidas) na Tailândia, em abril. Diadema foi a única cidade brasileira participante. Na ocasião, o prefeito José de Filippi Júnior (PT) e a secretária de Defesa Social, Regina Miki, expuseram os projetos adotados e convidaram Margaret para que ela conhecesse pessoalmente as medidas.

"Diadema foi a cidade que mais me impressionou pelos resultados obtidos nos últimos anos em relação à diminuição dos homicídios. As ações que mais me chamaram a atenção foram a lei do fechamento dos bares, a instalação de câmeras de segurança por toda cidade e a implementação de projetos sociais", afirmou Margaret.

Após a adoção da lei seca, em julho de 2002, o número de homicídios caiu. Entre 2000 e 2004, houve redução de 51,6%. Na segunda-feira ela visitou o Centro Público Tereza Lino de Oliveira, no Jardim Santa Rita, onde há o programa Adolescente Aprendiz. Nesta terça-feira, a pesquisadora visitará a Casa Beth Lobo, na Vila Conceição, para conhecer trabalhos contra a violência feminina.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;