Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 14 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sao Paulo admite preocupaçao com Dodô na Vila


Vagner Magalhaes e Nelson Cilo
Da Redaçao

27/07/1999 | 22:52


Ninguém fala abertamente sobre o assunto, mas a partida desta noite entre Santos e Sao Paulo, às 21h40, na Vila Belmiro, terá todas as luzes apontadas para o atacante santista Dodô. Desprezado pelo técnico Carpegiani e pela torcida sao-paulina, o jogador quer ter uma atuaçao inesquecível nesta noite.

"Eu nao tenho muito mais o que dizer. O Carpegiani é um grande técnico e quero que ele e o Sao Paulo tenham toda a sorte do mundo, mas nao nesta quarta-feira", disse Dodô, com brilho nos olhos, antes de soltar uma gargalhada.

Entre o técnico e os jogadores do Sao Paulo, é como se todos nem quisessem ouvir falar de uma possível vingança de Dodô. Unidos no mesmo discurso, parece que eles selaram uma espécie de "pacto de silêncio" sobre o tema.

No clube, ninguém admite, pelo menos abertamente, a idéia de que o ex-sao-paulino pretenda descarregar antigas mágoas em cima dos ex-companheiros. Nem Carpegiani, que praticamente encostou Dodô no Morumbi. Politicamente, o treinador procura nao aquecer a rivalidade e avisa que a preocupaçao é uma só - o Santos.

Apesar de tudo, Carpegiani sabe que Dodô entrará bastante motivado em campo para mostrar, segundo ele, que tinha condiçoes de atuar pelo Sao Paulo. "É normal que isso aconteça, mas estamos atentos", disse Carpegiani, citando como exemplos Belletti e Gallo, que defenderam o Atlético Mineiro, domingo, no Morumbi.

Se Carpegiani despista, Edmílson, um dos melhores amigos de Dodô, lança um alerta e sugere cautela na marcaçao ao ex-colega de equipe. "Nao vamos nos descuidar. No fundo, o Dodô quer provar que tinha potencial para vestir a camisa do Sao Paulo. Conheço-o muito bem", reafirma Edmílson.

Mesmo sem tantas mágoas do Sao Paulo, o meia-atacante Aristizábal, também do Santos, quer fazer uma grande partida nesta noite. "Em um clássico a motivaçao é sempre um pouquinho maior", disse.

Novidade - O Santos apresentou nesta terça-feira o meia Marcelo Silva, que defendeu o Juventus no Grupo A-2 do Campeonato Paulista. O jogador, ex-entregador de pizzas, foi contratado em definitivo e sem o aval de Leao. "Quem contratou foi o nosso vice-presidente de futebol (José Paulo Fernandes). É uma contrataçao para o futuro. Mas nem por isso o jogador vai sofrer qualquer tipo de boicote meu", disse Leao.

Completando a rodada, Botafogo e Cruzeiro fazem nesta quarta-feira, em Belo Horizonte, as suas estréias no Campeonato Brasileiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sao Paulo admite preocupaçao com Dodô na Vila

Vagner Magalhaes e Nelson Cilo
Da Redaçao

27/07/1999 | 22:52


Ninguém fala abertamente sobre o assunto, mas a partida desta noite entre Santos e Sao Paulo, às 21h40, na Vila Belmiro, terá todas as luzes apontadas para o atacante santista Dodô. Desprezado pelo técnico Carpegiani e pela torcida sao-paulina, o jogador quer ter uma atuaçao inesquecível nesta noite.

"Eu nao tenho muito mais o que dizer. O Carpegiani é um grande técnico e quero que ele e o Sao Paulo tenham toda a sorte do mundo, mas nao nesta quarta-feira", disse Dodô, com brilho nos olhos, antes de soltar uma gargalhada.

Entre o técnico e os jogadores do Sao Paulo, é como se todos nem quisessem ouvir falar de uma possível vingança de Dodô. Unidos no mesmo discurso, parece que eles selaram uma espécie de "pacto de silêncio" sobre o tema.

No clube, ninguém admite, pelo menos abertamente, a idéia de que o ex-sao-paulino pretenda descarregar antigas mágoas em cima dos ex-companheiros. Nem Carpegiani, que praticamente encostou Dodô no Morumbi. Politicamente, o treinador procura nao aquecer a rivalidade e avisa que a preocupaçao é uma só - o Santos.

Apesar de tudo, Carpegiani sabe que Dodô entrará bastante motivado em campo para mostrar, segundo ele, que tinha condiçoes de atuar pelo Sao Paulo. "É normal que isso aconteça, mas estamos atentos", disse Carpegiani, citando como exemplos Belletti e Gallo, que defenderam o Atlético Mineiro, domingo, no Morumbi.

Se Carpegiani despista, Edmílson, um dos melhores amigos de Dodô, lança um alerta e sugere cautela na marcaçao ao ex-colega de equipe. "Nao vamos nos descuidar. No fundo, o Dodô quer provar que tinha potencial para vestir a camisa do Sao Paulo. Conheço-o muito bem", reafirma Edmílson.

Mesmo sem tantas mágoas do Sao Paulo, o meia-atacante Aristizábal, também do Santos, quer fazer uma grande partida nesta noite. "Em um clássico a motivaçao é sempre um pouquinho maior", disse.

Novidade - O Santos apresentou nesta terça-feira o meia Marcelo Silva, que defendeu o Juventus no Grupo A-2 do Campeonato Paulista. O jogador, ex-entregador de pizzas, foi contratado em definitivo e sem o aval de Leao. "Quem contratou foi o nosso vice-presidente de futebol (José Paulo Fernandes). É uma contrataçao para o futuro. Mas nem por isso o jogador vai sofrer qualquer tipo de boicote meu", disse Leao.

Completando a rodada, Botafogo e Cruzeiro fazem nesta quarta-feira, em Belo Horizonte, as suas estréias no Campeonato Brasileiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;