Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

PF dá início a análise de documentos apreendidos na Operação Hidra


Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

09/05/2005 | 17:29


Os documentos apreendidos na última semana durante a Operação Hidra começaram a ser analisados nesta segunda-feira pela Polícia Federal, que terá apoio da Receita Federal. As duas toneladas de mercadorias e documentos apreendidas nas cidades de Campo Grande, Eldorado e Mundo Novo, em Mato Grosso do Sul passarão por análise e perícia na Delegacia da PF em Maringá.

A Operação Hidra foi deflagrada na última quarta-feira, e levou 66 membros de uma das maiores quadrilhas de contrabando do país à prisão, em uma ação que abrangeu os Estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso e Mato grosso do Sul.

A Polícia estima em R$ 30 milhões o valor movimentado em mercadorias contrabandeadas pela quadrilha mensalmente, já que o grupo era especializado na compra, venda e transporte de produtos de alta qualidade e valor elevado, como eletro- eletrônicos e equipamentos de informática.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PF dá início a análise de documentos apreendidos na Operação Hidra

Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

09/05/2005 | 17:29


Os documentos apreendidos na última semana durante a Operação Hidra começaram a ser analisados nesta segunda-feira pela Polícia Federal, que terá apoio da Receita Federal. As duas toneladas de mercadorias e documentos apreendidas nas cidades de Campo Grande, Eldorado e Mundo Novo, em Mato Grosso do Sul passarão por análise e perícia na Delegacia da PF em Maringá.

A Operação Hidra foi deflagrada na última quarta-feira, e levou 66 membros de uma das maiores quadrilhas de contrabando do país à prisão, em uma ação que abrangeu os Estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso e Mato grosso do Sul.

A Polícia estima em R$ 30 milhões o valor movimentado em mercadorias contrabandeadas pela quadrilha mensalmente, já que o grupo era especializado na compra, venda e transporte de produtos de alta qualidade e valor elevado, como eletro- eletrônicos e equipamentos de informática.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;