Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Aves sacrificadas no Níger em campanha para conter gripe aviária


Da AFP

09/06/2006 | 16:58


Autoridades começaram a sacrificar aves no sudeste do Níger nesta sexta-feira para deter a disseminação da temida cepa H5N1 da gripe das aves no vasto país oeste-africano, informaram fontes oficiais.

A operação se concentrou na área de Boko Mai Gao, onde a gripe das aves foi detectada pela primeira vez na semana passada.

"O sacrifício começou hoje", disse Seini Aboubacar, encarregado do esforço para conter a gripe aviária no país.

Autoridades disseram que a operação de abate levará um dia e que até agora os criadores cooperaram. A compensação estava sendo paga no local.

O aparecimento da doença na cidade de Boko Maigao, 700 km ao leste da capital, foi o primeiro desde o sacrifício maciço de aves na região de Maradi, onde os dois primeiros casos de gripe das aves foram detectados, em fevereiro passado.

O Níger é um dos oito países africanos atingidos pela doença. Os outros são Burkina Faso, Camarões, Djibuti, Costa do Marfim, Egito, Nigéria e Sudão.

Dentre estes, casos humanos foram registrados no Djibuti e no Egito. O vírus já matou mais de cem pessoas, a maioria na Ásia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aves sacrificadas no Níger em campanha para conter gripe aviária

Da AFP

09/06/2006 | 16:58


Autoridades começaram a sacrificar aves no sudeste do Níger nesta sexta-feira para deter a disseminação da temida cepa H5N1 da gripe das aves no vasto país oeste-africano, informaram fontes oficiais.

A operação se concentrou na área de Boko Mai Gao, onde a gripe das aves foi detectada pela primeira vez na semana passada.

"O sacrifício começou hoje", disse Seini Aboubacar, encarregado do esforço para conter a gripe aviária no país.

Autoridades disseram que a operação de abate levará um dia e que até agora os criadores cooperaram. A compensação estava sendo paga no local.

O aparecimento da doença na cidade de Boko Maigao, 700 km ao leste da capital, foi o primeiro desde o sacrifício maciço de aves na região de Maradi, onde os dois primeiros casos de gripe das aves foram detectados, em fevereiro passado.

O Níger é um dos oito países africanos atingidos pela doença. Os outros são Burkina Faso, Camarões, Djibuti, Costa do Marfim, Egito, Nigéria e Sudão.

Dentre estes, casos humanos foram registrados no Djibuti e no Egito. O vírus já matou mais de cem pessoas, a maioria na Ásia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;