Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 13 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Volks e DaimlerChrysler disputam liderança do mercado de caminhões



14/06/2005 | 00:04


A briga pelo mercado, que no ano passado vendeu 85.789 caminhões, é cada vez mais acirrada. Duas marcas, DaimlerChrysler e Volkswagen, disputam palmo a palmo a liderança em vendas. Hoje, só a Daimler, líder em 2004, com 30% das vendas, tem produtos em todas as categorias de veículos de transporte, com capacidades de carga de 3,5 a mais de 45 toneladas.

A Volkswagen Caminhões, que vem logo atrás, com 29,5% das vendas, segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), completará sua linha nos próximos meses. Em julho, a empresa lançará um modelo do segmento de leves e, em setembro, um caminhão extra-pesado.

Com a entrada em nichos em que não atuava, a Volks deve pressionar ainda mais a Daimler, dona da marca Mercedes-Benz. A diferença entre as duas foi de 1.061 unidades no ano passado. Nos primeiros cinco meses de 2005, a Volks já está à frente, com 10.625 caminhões vendidos, ante 10.452 da concorrente.

Para tentar evitar um distanciamento ainda maior, a Mercedes vai lançar este mês nova linha de caminhões, passando a atuar em novos nichos. Os detalhes não foram revelados.

Já a Iveco, que corre por fora, só precisará lançar um produto da categoria dos médios para entrar na lista das que operam em todas as categorias. Isso deve ocorrer num prazo máximo de três anos, informa o presidente da Iveco, Jorge Vicente Garcia.

De acordo com a classificação da Anfavea, são veículos semileves os que têm capacidade de carga entre 3,5 e 6 toneladas. Os leves são aqueles que transportam entre 6 e 10 toneladas e os médios, entre 10 e 15 toneladas.

Os semipesados têm capacidade entre 15 e 40 toneladas e os pesados, acima disso. Das demais montadoras, só a Scania (dona de 7% do mercado) atua em um único segmento, o de pesados. A Volvo, que também oferecia apenas caminhões de grande porte, estreou recentemente na categoria de semipesados e fechou 2004 com 7,6% de participação nas vendas totais. A Ford, com fatia de 18,8%, não tem os chamados extra-pesados. Agrale atua com semileves e leves.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Volks e DaimlerChrysler disputam liderança do mercado de caminhões


14/06/2005 | 00:04


A briga pelo mercado, que no ano passado vendeu 85.789 caminhões, é cada vez mais acirrada. Duas marcas, DaimlerChrysler e Volkswagen, disputam palmo a palmo a liderança em vendas. Hoje, só a Daimler, líder em 2004, com 30% das vendas, tem produtos em todas as categorias de veículos de transporte, com capacidades de carga de 3,5 a mais de 45 toneladas.

A Volkswagen Caminhões, que vem logo atrás, com 29,5% das vendas, segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), completará sua linha nos próximos meses. Em julho, a empresa lançará um modelo do segmento de leves e, em setembro, um caminhão extra-pesado.

Com a entrada em nichos em que não atuava, a Volks deve pressionar ainda mais a Daimler, dona da marca Mercedes-Benz. A diferença entre as duas foi de 1.061 unidades no ano passado. Nos primeiros cinco meses de 2005, a Volks já está à frente, com 10.625 caminhões vendidos, ante 10.452 da concorrente.

Para tentar evitar um distanciamento ainda maior, a Mercedes vai lançar este mês nova linha de caminhões, passando a atuar em novos nichos. Os detalhes não foram revelados.

Já a Iveco, que corre por fora, só precisará lançar um produto da categoria dos médios para entrar na lista das que operam em todas as categorias. Isso deve ocorrer num prazo máximo de três anos, informa o presidente da Iveco, Jorge Vicente Garcia.

De acordo com a classificação da Anfavea, são veículos semileves os que têm capacidade de carga entre 3,5 e 6 toneladas. Os leves são aqueles que transportam entre 6 e 10 toneladas e os médios, entre 10 e 15 toneladas.

Os semipesados têm capacidade entre 15 e 40 toneladas e os pesados, acima disso. Das demais montadoras, só a Scania (dona de 7% do mercado) atua em um único segmento, o de pesados. A Volvo, que também oferecia apenas caminhões de grande porte, estreou recentemente na categoria de semipesados e fechou 2004 com 7,6% de participação nas vendas totais. A Ford, com fatia de 18,8%, não tem os chamados extra-pesados. Agrale atua com semileves e leves.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;