Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Mercado faz Wheaton investir R$ 1 milhão em certificação social


Márcia Pinna Raspanti
Do Diário do Grande ABC

30/03/2005 | 14:16


O grupo Wheaton do Brasil, fabricante de vidros e embalagens de São Bernardo, já investiu cerca de R$ 1 milhão a fim de obter até julho a certificação SA 8000 – norma relativa à responsabilidade social, que prevê o aprimoramento das condições sócio-ambientais e de trabalho. A empresa deu início à implementação dos princípios da norma em setembro de 2002 e está nas últimas etapas do processo.

A Wheaton iniciou o processo de certificação devido a pressões do mercado. “A Avon, que é um dos nossos principais clientes e possui a SA 8000, nos estimulou a buscar o certificado”, conta Mafra. A empresa também pretende incentivar os fornecedores a se adequar à norma de responsabilidade social. “Vamos começar a cobrar dos fornecedores um termo em que eles se comprometam a certificar-se também”, diz Mário Allan Ferraz Mafra, diretor administrativo e financeiro da Wheaton, e um dos membros do grupo de trabalho responsável pela implementação da norma.

Para conseguir a SA 8000, a empresa precisa cumprir nove quesitos relativos à segurança e saúde no trabalho, remuneração, sistemas de gestão, discriminação e outros direitos do trabalhador. A Wheaton acrescentou o respeito ao meio ambiente às ações que envolvem a certificação. “Não existe um item para meio ambiente, mas achamos importante incluirmos a questão ambiental”, diz Mafra.

O grupo de trabalho, eleito pelos funcionários, é formado por oito pessoas. Uma das tarefas do grupo é a divulgação de tudo que se relaciona com a certificação, por meio de distribuição de material e palestras, para os funcionários. Por exigência da norma, todos os 2,6 mil empregados e ainda as 200 pessoas que prestam serviços de maneira terceirizada para a Wheaton precisam receber essas informações.

Na fase atual, que só deve terminar em maio, a Wheaton está corrigindo as chamadas “não-conformidades” com a norma. “São ações simples que melhoram a qualidade do ambiente de trabalho”, diz Mafra. Um exemplo dessas adequações é a mudança na ventilação da área próxima aos fornos de fusão de vidros. “Os funcionários reclamaram do calor e, com algumas aberturas na laje, conseguimos chegar a um ótimo resultado”, lembra o executivo.

No início de maio, a Wheaton pretende começar a certificação propriamente dita, que é feita com a contratação de uma empresa certificadora. A SA 8000 é concedida em um prazo de 45 a 60 dias. A indústria já conta com um consultor em responsabilidade social que orienta o processo desde o início.

A SA 8000 avalia principalmente as ações internas das empresas, ou seja, a maneira como ela se relaciona com seus próprios funcionários. Mesmo assim, a Wheaton passou a realizar alguns projetos voltados para a comunidade no período de implementação da SA 8000. Entre elas, está a contratação, por meio de uma empresa terceirizada, de 52 deficientes auditivos no setor de embalagens. A indústria também conta com 133 portadores de necessidades especiais no quadro de funcionários.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mercado faz Wheaton investir R$ 1 milhão em certificação social

Márcia Pinna Raspanti
Do Diário do Grande ABC

30/03/2005 | 14:16


O grupo Wheaton do Brasil, fabricante de vidros e embalagens de São Bernardo, já investiu cerca de R$ 1 milhão a fim de obter até julho a certificação SA 8000 – norma relativa à responsabilidade social, que prevê o aprimoramento das condições sócio-ambientais e de trabalho. A empresa deu início à implementação dos princípios da norma em setembro de 2002 e está nas últimas etapas do processo.

A Wheaton iniciou o processo de certificação devido a pressões do mercado. “A Avon, que é um dos nossos principais clientes e possui a SA 8000, nos estimulou a buscar o certificado”, conta Mafra. A empresa também pretende incentivar os fornecedores a se adequar à norma de responsabilidade social. “Vamos começar a cobrar dos fornecedores um termo em que eles se comprometam a certificar-se também”, diz Mário Allan Ferraz Mafra, diretor administrativo e financeiro da Wheaton, e um dos membros do grupo de trabalho responsável pela implementação da norma.

Para conseguir a SA 8000, a empresa precisa cumprir nove quesitos relativos à segurança e saúde no trabalho, remuneração, sistemas de gestão, discriminação e outros direitos do trabalhador. A Wheaton acrescentou o respeito ao meio ambiente às ações que envolvem a certificação. “Não existe um item para meio ambiente, mas achamos importante incluirmos a questão ambiental”, diz Mafra.

O grupo de trabalho, eleito pelos funcionários, é formado por oito pessoas. Uma das tarefas do grupo é a divulgação de tudo que se relaciona com a certificação, por meio de distribuição de material e palestras, para os funcionários. Por exigência da norma, todos os 2,6 mil empregados e ainda as 200 pessoas que prestam serviços de maneira terceirizada para a Wheaton precisam receber essas informações.

Na fase atual, que só deve terminar em maio, a Wheaton está corrigindo as chamadas “não-conformidades” com a norma. “São ações simples que melhoram a qualidade do ambiente de trabalho”, diz Mafra. Um exemplo dessas adequações é a mudança na ventilação da área próxima aos fornos de fusão de vidros. “Os funcionários reclamaram do calor e, com algumas aberturas na laje, conseguimos chegar a um ótimo resultado”, lembra o executivo.

No início de maio, a Wheaton pretende começar a certificação propriamente dita, que é feita com a contratação de uma empresa certificadora. A SA 8000 é concedida em um prazo de 45 a 60 dias. A indústria já conta com um consultor em responsabilidade social que orienta o processo desde o início.

A SA 8000 avalia principalmente as ações internas das empresas, ou seja, a maneira como ela se relaciona com seus próprios funcionários. Mesmo assim, a Wheaton passou a realizar alguns projetos voltados para a comunidade no período de implementação da SA 8000. Entre elas, está a contratação, por meio de uma empresa terceirizada, de 52 deficientes auditivos no setor de embalagens. A indústria também conta com 133 portadores de necessidades especiais no quadro de funcionários.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;