Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lula faz de evento do PT palanque eleitoral

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em ato comemorativo, ex-presidente prometeu revogar reformas do governo Temer, se eleito


Vanessa Soares
Do Diário do Grande ABC

19/11/2017 | 07:00


 Sob o coro de “Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula”, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou na manhã de ontem, na Praça da Moça, em Diadema, em evento realizado pelo PT (Partido dos Trabalhadores), para comemorar 35 anos desde a primeira eleição municipal do partido, conquistada em 1982.

O ex-presidente aproveitou a oportunidade para garantir aos simpatizantes que está disposto a se candidatar à presidência nas próximas eleições, em 2018. “Eu estava quieto no meu lugar. Já tenho 72 anos. Desde pequeno aprendi a não levar desaforo para casa, então resolvi dizer aos meus companheiros do PT que se eles quiserem e o povo brasileiro quiser, volto a ser candidato à presidência da República.”

Entre outras coisas, Lula também falou sobre o governo Temer e se disse preocupado com a situação do País. “Eles acabaram com a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) dizendo que vão gerar mais emprego. Mas que emprego? Como vai ficar o mundo do trabalhador? Eu sei que eles deram um golpe e constituíram maioria para fazer estes estragos todos. Eles querem mexer na Previdência. Vou voltar e, se a gente ganhar, vai ter que revogar tudo isso”, afirmou.

Além de Lula, participaram do ato os ex-prefeitos Carlos Grana (Santo André); Luiz Marinho (São Bernardo), pré-candidato ao governo do Estado; Mário Reali e José de Filippe Junior (Diadema). O vereador Eduardo Suplicy (São Paulo) e o deputado federal Vicentinho também compareceram.

Criado em 1980, o PT venceu o primeiro pleito municipal dois anos depois, em 15 de novembro, com a eleição de Gilson Menezes. Ao longo do evento de ontem, as lideranças do partido relembraram tudo o que foi conquistado desde então. “Foi este partido, que uma parte da elite brasileira odeia, que fez pela primeira vez os pobres se sentirem tratados como cidadãos de primeira categoria”, disse Lula.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lula faz de evento do PT palanque eleitoral

Em ato comemorativo, ex-presidente prometeu revogar reformas do governo Temer, se eleito

Vanessa Soares
Do Diário do Grande ABC

19/11/2017 | 07:00


 Sob o coro de “Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula”, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou na manhã de ontem, na Praça da Moça, em Diadema, em evento realizado pelo PT (Partido dos Trabalhadores), para comemorar 35 anos desde a primeira eleição municipal do partido, conquistada em 1982.

O ex-presidente aproveitou a oportunidade para garantir aos simpatizantes que está disposto a se candidatar à presidência nas próximas eleições, em 2018. “Eu estava quieto no meu lugar. Já tenho 72 anos. Desde pequeno aprendi a não levar desaforo para casa, então resolvi dizer aos meus companheiros do PT que se eles quiserem e o povo brasileiro quiser, volto a ser candidato à presidência da República.”

Entre outras coisas, Lula também falou sobre o governo Temer e se disse preocupado com a situação do País. “Eles acabaram com a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) dizendo que vão gerar mais emprego. Mas que emprego? Como vai ficar o mundo do trabalhador? Eu sei que eles deram um golpe e constituíram maioria para fazer estes estragos todos. Eles querem mexer na Previdência. Vou voltar e, se a gente ganhar, vai ter que revogar tudo isso”, afirmou.

Além de Lula, participaram do ato os ex-prefeitos Carlos Grana (Santo André); Luiz Marinho (São Bernardo), pré-candidato ao governo do Estado; Mário Reali e José de Filippe Junior (Diadema). O vereador Eduardo Suplicy (São Paulo) e o deputado federal Vicentinho também compareceram.

Criado em 1980, o PT venceu o primeiro pleito municipal dois anos depois, em 15 de novembro, com a eleição de Gilson Menezes. Ao longo do evento de ontem, as lideranças do partido relembraram tudo o que foi conquistado desde então. “Foi este partido, que uma parte da elite brasileira odeia, que fez pela primeira vez os pobres se sentirem tratados como cidadãos de primeira categoria”, disse Lula.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;