Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Laudo inocenta cantor acusado de estupro


Do Diário OnLine

09/06/2006 | 15:33


O laudo da Polícia Civil de Goiás inocentou o cantor Marrone, 40 anos, da dupla sertaneja Bruno e Marrone, da acusação de estupro feita por uma menor de idade no dia 18 de maio. A garota afirmou que a violação aconteceu durante uma festa em um motel na cidade de Aparecida de Goiânia (GO).

De acordo com o laudo, não foram encontrados vestígios de esperma nas roupas intimas da adolescente nem sinais de agressão física. Ela e outras três mulheres que teriam participado da festa, prestaram depoimento na delegacia da cidade, mas, segundo policiais, existiam contradições nos depoimentos de duas das pessoas envolvidas no caso.

O cantor afirmou ter participado da festa, mas negou a acusação de estupro. Pelo artigo 213 do Código Penal, a pena para o caso é de reclusão de seis meses a 10 anos, se houver condenação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Laudo inocenta cantor acusado de estupro

Do Diário OnLine

09/06/2006 | 15:33


O laudo da Polícia Civil de Goiás inocentou o cantor Marrone, 40 anos, da dupla sertaneja Bruno e Marrone, da acusação de estupro feita por uma menor de idade no dia 18 de maio. A garota afirmou que a violação aconteceu durante uma festa em um motel na cidade de Aparecida de Goiânia (GO).

De acordo com o laudo, não foram encontrados vestígios de esperma nas roupas intimas da adolescente nem sinais de agressão física. Ela e outras três mulheres que teriam participado da festa, prestaram depoimento na delegacia da cidade, mas, segundo policiais, existiam contradições nos depoimentos de duas das pessoas envolvidas no caso.

O cantor afirmou ter participado da festa, mas negou a acusação de estupro. Pelo artigo 213 do Código Penal, a pena para o caso é de reclusão de seis meses a 10 anos, se houver condenação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;