Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 3 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Monegascos preparam homenagem ao príncipe Rainier


Da AFP

09/04/2005 | 16:23


Os monegascos se preparam para prestar sua última homenagem ao príncipe Rainier, a partir deste domingo, na Capela Palatina de Mônaco, preocupados com a saúde do marido da princesa Caroline, Ernest August de Hanover, 51 anos, afetado por uma pancreatite aguda e internado no Centro Médico Princesa Grace. Seu estado foi considerado sério pelos especialistas e, neste sábado, não apresentou evoluções.

Em Mônaco, tomado de turistas italianos, com exceção das fotos do monarca e das bandeiras vermelhas e brancas do principado colocadas nas vitrines de todas as lojas, não se via sinais de luto dos monegascos, conhecidos por sua proverbial descrição e aversão à imprensa. Rainier morreu na quarta-feira passada aos 81 anos vítima de uma complicação bronco-pulmonar.

Neste pequeno país de 32 mil habitantes, as rígidas medidas de segurança anunciadas na sexta-feira pelo ministro do Interior, Philippe Deslandes, começam a ser aplicadas e mil agentes de segurança devem ser mobilizados. Mônaco será vigiada por terra e por mar visando os funerais da próxima sexta-feira, dia 15, que contará com a presença de chefes de Estado e de personalidades da nobreza européia.

O principado de Mônaco estabeleceu nesta sexta-feira regras estritas para a homenagem fúnebre exclusiva de 7,5 mil monegascos ao príncipe Rainier III no Palácio, que será iniciada no domingo, informou em entrevista coletiva o ministro do Interior, Philippe Deslandes.

Embora o principado tenha mais de 30 mil habitantes, serão autorizados primeiro os monegascos e os residentes no principado, porque espera-se que nesta homenagem solene reine um "espírito de família", acrescentou o funcionário.

A entrada exclusiva será da tarde à noite deste domingo, e ao longo de todo o dia de terça-feira, 12, e quarta-feira, 13. Haverá horários especiais para o corpo diplomático e os funcionários.

Até agora o único que confirmou sua presença foi o presidente francês, Jacques Chirac, mas os convites aos outros chefes de Estado do mundo todo foram enviados nesta sexta-feira, acrescentou o funcionário.

O corpo de Rainier será exposto na capela palaciana e recomenda-se àqueles que prestarão sua última homenagem ao príncipe que usem trajes escuros e evitem levar bolsas de qualquer tipo.

Se a visita avançar rapidamente, o acesso poderá ser estendido aos não residentes estrangeiros da região que trabalham no principado, anunciou ainda Deslandes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Monegascos preparam homenagem ao príncipe Rainier

Da AFP

09/04/2005 | 16:23


Os monegascos se preparam para prestar sua última homenagem ao príncipe Rainier, a partir deste domingo, na Capela Palatina de Mônaco, preocupados com a saúde do marido da princesa Caroline, Ernest August de Hanover, 51 anos, afetado por uma pancreatite aguda e internado no Centro Médico Princesa Grace. Seu estado foi considerado sério pelos especialistas e, neste sábado, não apresentou evoluções.

Em Mônaco, tomado de turistas italianos, com exceção das fotos do monarca e das bandeiras vermelhas e brancas do principado colocadas nas vitrines de todas as lojas, não se via sinais de luto dos monegascos, conhecidos por sua proverbial descrição e aversão à imprensa. Rainier morreu na quarta-feira passada aos 81 anos vítima de uma complicação bronco-pulmonar.

Neste pequeno país de 32 mil habitantes, as rígidas medidas de segurança anunciadas na sexta-feira pelo ministro do Interior, Philippe Deslandes, começam a ser aplicadas e mil agentes de segurança devem ser mobilizados. Mônaco será vigiada por terra e por mar visando os funerais da próxima sexta-feira, dia 15, que contará com a presença de chefes de Estado e de personalidades da nobreza européia.

O principado de Mônaco estabeleceu nesta sexta-feira regras estritas para a homenagem fúnebre exclusiva de 7,5 mil monegascos ao príncipe Rainier III no Palácio, que será iniciada no domingo, informou em entrevista coletiva o ministro do Interior, Philippe Deslandes.

Embora o principado tenha mais de 30 mil habitantes, serão autorizados primeiro os monegascos e os residentes no principado, porque espera-se que nesta homenagem solene reine um "espírito de família", acrescentou o funcionário.

A entrada exclusiva será da tarde à noite deste domingo, e ao longo de todo o dia de terça-feira, 12, e quarta-feira, 13. Haverá horários especiais para o corpo diplomático e os funcionários.

Até agora o único que confirmou sua presença foi o presidente francês, Jacques Chirac, mas os convites aos outros chefes de Estado do mundo todo foram enviados nesta sexta-feira, acrescentou o funcionário.

O corpo de Rainier será exposto na capela palaciana e recomenda-se àqueles que prestarão sua última homenagem ao príncipe que usem trajes escuros e evitem levar bolsas de qualquer tipo.

Se a visita avançar rapidamente, o acesso poderá ser estendido aos não residentes estrangeiros da região que trabalham no principado, anunciou ainda Deslandes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;