Fechar
Publicidade

Domingo, 13 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Boris Yeltsin é acusado de corrupçao


Do Diário do Grande ABC

18/11/1999 | 11:56


O Kremlin e o Banco de Gottardo, da Suíça, negaram a informaçao publicada quarta-feira no jornal russo Versiya, de que o presidente Boris Yeltsin teria uma conta bancária na instituiçao, na qual foram depositados milhoes de dólares.

As acusaçoes de corrupçao contra Yeltsin e membros de seu governo circulam há meses, embora nenhum alto funcionário tenha sido acusado pela Justiça.

O jornal Versiya publicou documentos nos quais apareciam o nome e a assinatura de Yeltsin em um formulário de registro do banco. A matéria também citou fontes nao identificadas assegurando que US$ 11 milhoes passaram por contas pertencentes a Yeltsin, a sua filha, Tatyana Dyachenko, e ao gerente do Kremlin, Pavel Borodin, desde sua abertura, em 1995.

Massimo Antonini, advogado do Banco de Gottardo, disse que "o documento é uma clara falsificaçao", informou o jornal russo Segodnya, nesta quinta-feira.

Informaçoes da imprensa local e estrangeira acusaram a empresa suíça Mabetex de ter pagado propinas para fechar um lucrativo contrato para reformar o Kremlin. Segundo as versoes, o dinheiro foi para as maos de Borodin, que supervisionou as obras. Este, segundo a imprensa, teria repassado parte do dinheiro a Yeltsin e sua família.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;