Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Alta de telefonia fixa deve ficar abaixo de 4,4%



19/07/2008 | 07:06


O reajuste das tarifas da telefonia fixa, que será divulgado nos próximos dias pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), deve ficar abaixo dos 4,46%.

A agência concluiu ontem o último item que faltava para definir o percentual de reajuste, aprovando a nova metodologia de cálculo do ‘fator X', o mecanismo de repasse para os clientes dos ganhos de produtividade das operadoras, entre elas Telefônica, Oi e Brasil Telecom.

O cálculo do reajuste para consumidores vai considerar a variação de 4,46% do IST (Índice de Serviços de Telecomunicações), verificada de junho de 2007 a maio de 2008, à qual será aplicado o ‘fator X' como redutor.

No ano passado, o IST acumulado foi de 2,91% e os reajustes, com o redutor, variaram de 1,8% a 2,2% para as ligações locais. O IST também é usado para reajustar tarifas de interurbanos, ligações internacionais e chamadas para celulares feitas a partir de um telefone fixo.

O IST passou a ser usado em 2006, substituindo o IGP-DI. E foi desenvolvido pela Anatel em parceria com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;