Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Dois assaltantes são mortos em tentativa de roubo em Santo André


Luciana Sereno
Do Diário do Grande ABC

27/04/2005 | 11:53


Dois assaltantes foram mortos pela polícia e três suspeitos presos na noite de terça-feira após tentativa de roubo a uma residência no Jardim Marajoara, em Santo André. A Polícia Militar foi chamada pelos vizinhos, que notaram movimentação estranha no local. Na casa havia três pessoas mantidas como reféns. Cercados pelos PMs, os bandidos tentaram fugir e houve troca de tiros.  Na fuga, os quatro bandidos trocaram tiros com os PMs. A polícia desconfia que o bando seja o mesmo que, na última quinta-feira, arrombou outra casa na mesma rua foi roubada enquanto os moradores viajavam pelo litoral. Na ocasião, os assaltantes levaram todos os pertences da residência.

Terça-feira, a família foi mantida refém por mais de 40 minutos até que a vizinhança  desconfiou de que algo estranho acontecia dentro do sobrado e acionou a polícia. “A gente percebeu que tinha gente lá dentro porque o cachorro não estava na garagem e, quando ligávamos,  a voz deles estava nervosa”, disse uma testemunha. Assim que a primeira viatura chegou, uma van que estava parada em uma esquina próxima deixou o local. O veículo era dirigido por uma mulher, que, segundo as testemunhas, foi quem trouxe os bandidos para a rua. Uma equipe policial perseguiu a van e conseguiu deter a cúmplice. Segundo os policiais, ela seria mulher de um dos criminosos que morreram durante tiroteio com a polícia.

Assustada, a dona-de-casa M.B., 57 anos, conta que estava no portão do sobrado com uma vizinha quando os rapazes armados a abordaram e forçaram as duas a entrar. Seu marido e a filha de 17 anos estavam no andar de cima e, ao ouvirem os apelos de M., desceram para a sala. “Eles colocaram nós quatro sentados no sofá. Dois ficaram com as armas nas nossas cabeças enquanto os outros subiram e começaram a separar o que iam levar”, conta a adolescente. A família tem um furgão que seria usado pela quadrilha para transportar os pertences.

Um vigia da rua, ao notar a van parada na esquina e perceber sons estranhos na residência, tocou a campainha e chamou pela família. A dona-de-casa conta que os assaltantes a forçaram a gritar pela janela que estava tudo bem. Os vizinhos então insistiram e começaram a telefonar para a casa. “Os meninos mandavam minha filha dizer que estava tudo em ordem”.

Perseguição – Pelo menos 10 viaturas foram acionadas para atendera ocorrência na noite de terça-feira. Os PMs cercaram a residência onde estavam os bandidos e a família refém. Ao notarem a movimentação dos policiais, a quadrilha tentou fugir pelos fundos da casa, por cima dos telhados. A esta altura, roupas e eletroeletrônicos já estavam amontoados na sala da residência para serem colocados no furgão da família.

Durante a perseguição, houve troca de tiros. Dois assaltantes foram baleados e levados ao CHM (Centro Hospitalar Municipal), mas morreram. Os outros dois foram detidos e levados para a delegacia.

O caso foi registrado no 4º Distrito Policial da cidade. Além dos dois bandidos presos (17 e 20 anos), uma mulher, cuja identidade não foi divulgada, também foi detida. Ela é dona da van que levou a quadrilha até o bairro.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dois assaltantes são mortos em tentativa de roubo em Santo André

Luciana Sereno
Do Diário do Grande ABC

27/04/2005 | 11:53


Dois assaltantes foram mortos pela polícia e três suspeitos presos na noite de terça-feira após tentativa de roubo a uma residência no Jardim Marajoara, em Santo André. A Polícia Militar foi chamada pelos vizinhos, que notaram movimentação estranha no local. Na casa havia três pessoas mantidas como reféns. Cercados pelos PMs, os bandidos tentaram fugir e houve troca de tiros.  Na fuga, os quatro bandidos trocaram tiros com os PMs. A polícia desconfia que o bando seja o mesmo que, na última quinta-feira, arrombou outra casa na mesma rua foi roubada enquanto os moradores viajavam pelo litoral. Na ocasião, os assaltantes levaram todos os pertences da residência.

Terça-feira, a família foi mantida refém por mais de 40 minutos até que a vizinhança  desconfiou de que algo estranho acontecia dentro do sobrado e acionou a polícia. “A gente percebeu que tinha gente lá dentro porque o cachorro não estava na garagem e, quando ligávamos,  a voz deles estava nervosa”, disse uma testemunha. Assim que a primeira viatura chegou, uma van que estava parada em uma esquina próxima deixou o local. O veículo era dirigido por uma mulher, que, segundo as testemunhas, foi quem trouxe os bandidos para a rua. Uma equipe policial perseguiu a van e conseguiu deter a cúmplice. Segundo os policiais, ela seria mulher de um dos criminosos que morreram durante tiroteio com a polícia.

Assustada, a dona-de-casa M.B., 57 anos, conta que estava no portão do sobrado com uma vizinha quando os rapazes armados a abordaram e forçaram as duas a entrar. Seu marido e a filha de 17 anos estavam no andar de cima e, ao ouvirem os apelos de M., desceram para a sala. “Eles colocaram nós quatro sentados no sofá. Dois ficaram com as armas nas nossas cabeças enquanto os outros subiram e começaram a separar o que iam levar”, conta a adolescente. A família tem um furgão que seria usado pela quadrilha para transportar os pertences.

Um vigia da rua, ao notar a van parada na esquina e perceber sons estranhos na residência, tocou a campainha e chamou pela família. A dona-de-casa conta que os assaltantes a forçaram a gritar pela janela que estava tudo bem. Os vizinhos então insistiram e começaram a telefonar para a casa. “Os meninos mandavam minha filha dizer que estava tudo em ordem”.

Perseguição – Pelo menos 10 viaturas foram acionadas para atendera ocorrência na noite de terça-feira. Os PMs cercaram a residência onde estavam os bandidos e a família refém. Ao notarem a movimentação dos policiais, a quadrilha tentou fugir pelos fundos da casa, por cima dos telhados. A esta altura, roupas e eletroeletrônicos já estavam amontoados na sala da residência para serem colocados no furgão da família.

Durante a perseguição, houve troca de tiros. Dois assaltantes foram baleados e levados ao CHM (Centro Hospitalar Municipal), mas morreram. Os outros dois foram detidos e levados para a delegacia.

O caso foi registrado no 4º Distrito Policial da cidade. Além dos dois bandidos presos (17 e 20 anos), uma mulher, cuja identidade não foi divulgada, também foi detida. Ela é dona da van que levou a quadrilha até o bairro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;