Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ministro da Educação faz greve até reféns serem libertados


Da AFP

15/11/2006 | 14:42


O ministro iraquiano da Educação Superior, Abed Dhiab Al Ujaili, não irá trabalhar até que sejam libertados todos os membros de seu pessoal seqüestrados na terça-feira em um prédio de seu ministério em Bagdá.

O porta-voz, Basil Al Jateeb informou que, apesar da libertação de 70 reféns, ainda restam outros tantos em cativeiro. O porta-voz reconheceu que ainda não se tem noção do número exato de funcionários e visitantes que se encontravam no instituto de pesquisa científica no momento do seqüestro em massa.

Ujaili, representante da minoria sunita iraquiana dentro do governo de união nacional, afirmou que umas cem pessoas foram feitas reféns.

Por sua parte, o porta-voz do governo Ali Al Dabbagh rebaixou essa cifra, assegurando que havia apenas 39 reféns, e que todos, menos dois, foram libertados.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;