Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Cardozo: governador de SC avalia ajuda federal

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Guarda Nacional e vagas em presídios federais foram
oferecidas para auxiliar no combate à onda de violência



09/02/2013 | 01:42


O governo federal ofereceu ao governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), o envio da Guarda Nacional e vagas em presídios federais para auxiliar no combate à onda de violência que o Estado enfrenta. Segundo o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, "o governador mostrou interesse" e está fazendo um levantamento do número de presos que podem ser transferidos para cadeias federais de outros Estados.

 

"Não podemos dizer nem o número nem os nomes, por questão de segurança. Tudo o que governo federal puder fazer, será feito", disse a jornalistas Cardozo, na madrugada deste sábado, ao chegar no camarote da Prefeitura de São Paulo, no Anhembi.

 

O ministro afirmou que as operações feitas em conjunto com governo de São Paulo, na onda de violência que o Estado enfrentou no final do ano passado, estão em fase final e em breve o resultado será apresentado. Ele fez questão de frisar que possui "uma excelente relação" com o secretário da Segurança de São Paulo, Fernando Grella, que assumiu a Pasta em meio a ataques ocorridos no Estado.

 

Assim como seu colega de ministério, Alexandre Padilha, Cardozo evitou falar sobre a questão da sucessão no Estado de São Paulo, mesmo apontado como pré-candidato do PT à sucessão de Geraldo Alckmin (PSDB). Ele declarou que "absolutamente não tem qualquer intenção ao cargo" e classificou como especulação a indicação de seu nome.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cardozo: governador de SC avalia ajuda federal

Guarda Nacional e vagas em presídios federais foram
oferecidas para auxiliar no combate à onda de violência


09/02/2013 | 01:42


O governo federal ofereceu ao governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), o envio da Guarda Nacional e vagas em presídios federais para auxiliar no combate à onda de violência que o Estado enfrenta. Segundo o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, "o governador mostrou interesse" e está fazendo um levantamento do número de presos que podem ser transferidos para cadeias federais de outros Estados.

 

"Não podemos dizer nem o número nem os nomes, por questão de segurança. Tudo o que governo federal puder fazer, será feito", disse a jornalistas Cardozo, na madrugada deste sábado, ao chegar no camarote da Prefeitura de São Paulo, no Anhembi.

 

O ministro afirmou que as operações feitas em conjunto com governo de São Paulo, na onda de violência que o Estado enfrentou no final do ano passado, estão em fase final e em breve o resultado será apresentado. Ele fez questão de frisar que possui "uma excelente relação" com o secretário da Segurança de São Paulo, Fernando Grella, que assumiu a Pasta em meio a ataques ocorridos no Estado.

 

Assim como seu colega de ministério, Alexandre Padilha, Cardozo evitou falar sobre a questão da sucessão no Estado de São Paulo, mesmo apontado como pré-candidato do PT à sucessão de Geraldo Alckmin (PSDB). Ele declarou que "absolutamente não tem qualquer intenção ao cargo" e classificou como especulação a indicação de seu nome.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;