Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Milosevic: ataque da Otan à embaixada chinesa foi intencional


Das Agências

15/02/2002 | 09:30


O ataque aéreo da Otan à embaixada da China em Belgrado no dia 7 de maio de 1999 foi intencional, afirmou o ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic nesta sexta-feira no Tribunal Penal Internacional. "(O então presidente americano Bill) Clinton quis entrar para a História como o primeiro homem que bombardeou o território chinês", declarou Milosevic com ironia.

O ataque deixou um saldo de três mortos e mais de 20 feridos, provocando um grave incidente diplomático entre os dois países. Clinton sempre afirmou que o bombardeio foi um erro e que os mapas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) de Belgrado não estavam atualizados.

"Não foi um acidente. A embaixada se encontrava num espaço aberto. Vários diplomatas iam a reuniões. Como estas pessoas que informavam seus governos não sabiam onde estava o prédio?", perguntou Milosevic.

No quarto dia de julgamento em Haia, o ex-presidente iugoslavo continuou se dizendo inocente e culpando a Otan e os Estados Unidos pela tragédia causada pelos bombardeios sobre a Sérvia entre março e maio de 1999.

Milosevic, que usava de novo sua gravata com as cores da bandeira da Sérvia (vermelha, branca e azul), está sendo acusado de crimes contra a humanidade e de guerra nos conflitos na Croácia (1991-95), Bósnia (1992-95) e Kosovo (1998-99). No caso da Bósnia, deverá responder também por genocídio.

A partir de segunda-feira, os promotores devem começar a mostrar a responsabilidade de Milosevic na guerra de Kosovo, a primeira parte de um julgamento histórico, que pode durar anos. O ex-presidente, o primeiro chefe de Estado a ser julgado por um tribunal internacional, pode ser condenado a prisão perpétua.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Milosevic: ataque da Otan à embaixada chinesa foi intencional

Das Agências

15/02/2002 | 09:30


O ataque aéreo da Otan à embaixada da China em Belgrado no dia 7 de maio de 1999 foi intencional, afirmou o ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic nesta sexta-feira no Tribunal Penal Internacional. "(O então presidente americano Bill) Clinton quis entrar para a História como o primeiro homem que bombardeou o território chinês", declarou Milosevic com ironia.

O ataque deixou um saldo de três mortos e mais de 20 feridos, provocando um grave incidente diplomático entre os dois países. Clinton sempre afirmou que o bombardeio foi um erro e que os mapas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) de Belgrado não estavam atualizados.

"Não foi um acidente. A embaixada se encontrava num espaço aberto. Vários diplomatas iam a reuniões. Como estas pessoas que informavam seus governos não sabiam onde estava o prédio?", perguntou Milosevic.

No quarto dia de julgamento em Haia, o ex-presidente iugoslavo continuou se dizendo inocente e culpando a Otan e os Estados Unidos pela tragédia causada pelos bombardeios sobre a Sérvia entre março e maio de 1999.

Milosevic, que usava de novo sua gravata com as cores da bandeira da Sérvia (vermelha, branca e azul), está sendo acusado de crimes contra a humanidade e de guerra nos conflitos na Croácia (1991-95), Bósnia (1992-95) e Kosovo (1998-99). No caso da Bósnia, deverá responder também por genocídio.

A partir de segunda-feira, os promotores devem começar a mostrar a responsabilidade de Milosevic na guerra de Kosovo, a primeira parte de um julgamento histórico, que pode durar anos. O ex-presidente, o primeiro chefe de Estado a ser julgado por um tribunal internacional, pode ser condenado a prisão perpétua.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;