Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Nova York pede que guerra seja o último recurso


Do Diário OnLine
Com AFP

13/03/2003 | 18:22


A cidade de Nova York se uniu, na noite desta quarta-feira, a outras 139 cidades americanas que já aprovaram resoluções contrárias a uma guerra no Iraque.

Depois de cinco meses de negociações, membros do Conselho Municipal aprovaram, por 31 votos contra 17, uma resolução que pede ao presidente George W. Bush que faça todo o possível para encontrar uma solução para a crise de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU) e que considere o uso da força contra o Iraque apenas como último recurso.

Essa resolução, no entanto, como as demais aprovadas por outras cidades, é apenas simbólica e não tem força legal.

Espanha - Cerca de 10 mil universitários espanhóis fizeram uma manifestação nesta quinta-feira, no centro de Madri, para rejeitar mais uma vez uma guerra no Iraque e tentar "deter o massacre programado da população iraquiana".

Os estudantes aproveitaram a manifestação para lançar a advertência: "se houver guerra, paramos o mundo". Um dos principais alvos das críticas foi o presidente do governo espanhol, o conservador José María Aznar.

Outras manifestações aconteceram em cidades das regiões da Murcia, Astúrias, Catalunha, Andaluzia e Castela e Leão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nova York pede que guerra seja o último recurso

Do Diário OnLine
Com AFP

13/03/2003 | 18:22


A cidade de Nova York se uniu, na noite desta quarta-feira, a outras 139 cidades americanas que já aprovaram resoluções contrárias a uma guerra no Iraque.

Depois de cinco meses de negociações, membros do Conselho Municipal aprovaram, por 31 votos contra 17, uma resolução que pede ao presidente George W. Bush que faça todo o possível para encontrar uma solução para a crise de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU) e que considere o uso da força contra o Iraque apenas como último recurso.

Essa resolução, no entanto, como as demais aprovadas por outras cidades, é apenas simbólica e não tem força legal.

Espanha - Cerca de 10 mil universitários espanhóis fizeram uma manifestação nesta quinta-feira, no centro de Madri, para rejeitar mais uma vez uma guerra no Iraque e tentar "deter o massacre programado da população iraquiana".

Os estudantes aproveitaram a manifestação para lançar a advertência: "se houver guerra, paramos o mundo". Um dos principais alvos das críticas foi o presidente do governo espanhol, o conservador José María Aznar.

Outras manifestações aconteceram em cidades das regiões da Murcia, Astúrias, Catalunha, Andaluzia e Castela e Leão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;